Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Física Moderna
  4. Massa Relativística

Massa Relativística

Quando aplicamos em um corpo uma força de intensidade F, fazemos com que ele adquira velocidade, ou melhor, podemos aumentar sua velocidade de forma indefinida. Agora, se um corpo atingisse a velocidade da luz no vácuo, a força não mais seria capaz de acelerá-lo, pelo fato de ter sido atingida a velocidade limite, isto levando em conta a Teoria da Relatividade.

Nesse caso, poderíamos dizer que a inércia desse corpo seria finita. Sendo assim, cada vez que aumentamos a velocidade de um corpo, aumentamos também sua inércia. Caso continuemos a aumentar sua velocidade, tendendo à velocidade da luz, a sua inércia tenderá a ficar infinitamente grande.

Aprendemos que a massa de um corpo nada mais é do que a inércia desse corpo. Dessa forma, m0 corresponde à massa de um determinado corpo em repouso em relação a um sistema de referencia inercial e m é sua massa quando dotado de velocidade v. As massas m e m0 relacionam-se de acordo com a equação acima.

Na equação, ou melhor, nessa fórmula, m0 é chamada de massa de repouso e m, de massa relativística.

Como:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Observe que, sendo a velocidade v desprezível quando comparada com c, podemos fazer:

Nessas condições, resulta m = m0 de acordo com a Mecânica Clássica. Por outro lado, quando v tende a c, a raiz tende a zero e m tende a infinito.

Por Domiciano Corrêa Marques da Silva
Graduado em Física

Equação para o cálculo da massa relativística
Equação para o cálculo da massa relativística
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva

Assuntos Relacionados