Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Física Moderna
  4. O Efeito Fotoelétrico

O Efeito Fotoelétrico

O efeito fotoelétrico foi descoberto pelo físico Henrich Hertz. Albert Einstein, em 1905, modernizou os conceitos sobre esse efeito.

A emissão de elétrons de uma superfície em razão da interação de uma onda eletromagnética com a mesma é chamada efeito fotoelétrico.


Interação entre radiação eletromagnética e uma superfície resultando no efeito fotoelétrico

A descoberta desse efeito ocorreu entre 1886 e 1887 por Henrich Hertz, que usou a física clássica para explicá-lo. Os conceitos clássicos tornaram a concepção desse fenômeno insuficiente, dando lugar aos conceitos modernos proposto por Albert Einstein no ano de 1905. Dentre as propostas de Einstein estão a quantização da energia, ou seja, para ocorrência da ejeção imediata de elétrons da superfície, a energia da radiação (ondas eletromagnéticas) estaria concentrada em pacotes (fótons) e não distribuída sobre a onda (previsão clássica). Demonstrou também que a velocidade com que os elétrons são ejetados não depende da quantidade de fótons emitidos, e sim da frequência que esses fótons possuem; relação que pode ser compreendida através da expressão a seguir.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Nessa expressão, podemos interpretar que a energia que o fóton possui, ao ser transferida para a superfície, é convertida em energia cinética (elétron com velocidade) mais a função trabalho (energia utilizada para remover o elétron do átomo).
Em razão desse trabalho, Albert Einstein, no ano de 1921, recebeu o Prêmio Nobel em física.

Publicado por: Frederico Borges de Almeida
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados