Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Astrofísica
  4. O Trunfo da Astronomia

O Trunfo da Astronomia

A descoberta do planeta Netuno é considerada um trunfo da astronomia. Essa foi e até hoje é uma área que desperta o interesse de vários cientistas. Por volta do século XVII, os astrônomos só tinham conhecimento de apenas seis planetas, eram eles: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter e Saturno. A partir da existência destes, foram sendo descobertos outros planetas e, dessa maneira, o sistema solar foi se expandindo. Poucos anos após a morte do criador da lei da Gravitação Universal, Sir Isaac Newton, cientistas descobriram, acidentalmente, a existência do planeta Urano e utilizando a lei que fala da atração dos corpos eles conseguiram calcular a órbita que esse planeta deveria descrever. Contudo, após observações sobre os movimentos delineados por Urano, os cientistas concluíram que este planeta não descrevia a órbita que tinham previsto na teoria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A par dessas conclusões e acreditando que a teoria de Newton não estava errada, os cientistas Adams e Leverrier tiveram a suspeita de que os erros dos cálculos eram causados pela influencia de outro planeta, até então desconhecido. Se baseando na lei da Gravitação Universal, esses dois cientistas realizaram novos cálculos na tentativa de descobrir a localização do suposto planeta. Sabendo da posição, apontaram os telescópios e para surpresa deles lá estava o planeta Netuno. Dessa forma, no ano de 1846, era descoberto o mais novo planeta do sistema solar. Anos mais tarde e de forma semelhante era descoberto o planeta que parece ser o último planeta do sistema solar: Plutão, o qual hoje, como sabemos, não é mais considerado como planeta.

Planeta Netuno
Planeta Netuno
Publicado por: Marco Aurélio da Silva Santos

Assuntos Relacionados