Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Física
  3. Termologia
  4. Transformação isobárica

Transformação isobárica

Certa quantidade de gás sofre uma transformação de estado quando se modificam ao menos duas das variáveis de estado (temperatura, volume e pressão). Nosso objeto de estudo são as transformações em que uma das variáveis se mantém constante, variando, portanto, as outras duas.

Uma transformação gasosa na qual o volume (V) e a temperatura (T) variam e a pressão (p) permanece constante recebe a denominação de transformação isobárica. Dois físicos, Charles e Gay-Lussac, estabeleceram através de experimentos a seguinte relação:

Mantendo-se um gás ideal sob pressão constante, seu volume aumenta com o aumento da temperatura.

No gráfico abaixo podemos verificar a variação do volume em função da temperatura (em graus Celsius) de um determinado gás ideal, mantendo a pressão constante. A fim de expressar a relação quantitativa entre volume e a temperatura podemos fazer uso da equação da dilatação volumétrica:

Variação do volume em função da temperatura

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na equação acima o volume inicial (V0) representa o volume do gás à temperatura de 0ºC, (V) volume do gás à temperatura (TC) em graus Celsius e γ é o coeficiente de dilatação dos gases cujo valor é 1/273 ºC-1. Dessa forma, podemos expressar a transformação isobárica da seguinte maneira:

Como TC = TK – 273, temos:

Nessa última equação, T0 = 273 K, ou seja, 0ºC. De tal modo, podemos estabelecer que, na transformação isobárica, o volume do gás ideal é proporcional à temperatura, portanto a equação acima fica:

Gay-Lussac, físico e químico francês, realizou importantes trabalhos a respeito do comportamento dos gases
Gay-Lussac, físico e químico francês, realizou importantes trabalhos a respeito do comportamento dos gases
Publicado por: Domiciano Correa Marques da Silva

Assuntos Relacionados