Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Continentes
  4. África
  5. África Setentrional: Uma extensão do Oriente Médio?

África Setentrional: Uma extensão do Oriente Médio?

Em face das grandes semelhanças entre as paisagens naturais, população e atividades econômicas, a África Setentrional é, muitas vezes, tida como uma extensão do Oriente Médio.

Grande parte da população da África Setentrional conduz o desenvolvimento da sua sociedade de acordo com as leis islâmicas¹
Grande parte da população da África Setentrional conduz o desenvolvimento da sua sociedade de acordo com as leis islâmicas¹

Uma das principais formas de regionalização do continente africano divide-o em duas Áfricas: a África Subsaariana ou África Negra e a África Setentrional ou África Branca. Essa classificação, por sustentar-se em critérios étnicos e sociais, é bastante polêmica, pois pode favorecer a disseminação de preconceitos ou da segregação racial, que é um problema recorrente no continente africano.

A África Branca, do Norte ou Setentrional corresponde ao grupo de países localizados na porção norte do continente e ao norte do deserto do Saara: Marrocos, Tunísia, Argélia, Líbia, Sudão, Saara ocidental e Egito. Muitas vezes, essa região é vista como uma continuação do Oriente médio, já que possui características (população, paisagens, atividades econômicas e conflitos) muito semelhantes às do sudoeste da Ásia.

Grande parte da população da África Branca, assim como no Oriente Médio, possui pele mais clara e tem origem árabe. Além disso, da mesma forma que no sudoeste da Ásia, a maioria da população é islâmica e desenvolve sua sociedade a partir da Sharia, que envolve um conjunto de leis formadas pelo Alcorão, a Suna, que fala sobre os ensinamentos de Maomé, e outros valores criados ao longo dos primeiros séculos do Islamismo.

Com um clima desértico, as duas regiões, tanto o Norte da África como o Oriente Médio, possuem sua economia baseada na extração de petróleo, no turismo e na mineração. O Petróleo é extraído na Líbia, Argélia, Egito e Tunísia. O turismo é muito importante na região graças à grande herança cultural que podemos encontrar em praticamente todos os países dessa área, como o Egito, que ainda possui traços muito marcantes da civilização egípcia e da dominação romana em seu território. Além disso, embora a agricultura seja uma atividade secundária da região, no Magreb e no Vale do rio Nilo, ainda se encontram cultivos de azeitonas, frutas cítricas, tâmaras, trigo e algodão.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além dessas semelhanças, tanto a África do Norte como o Oriente Médio foram colonizados por potências europeias, principalmente Inglaterra e França, que dividiram o território africano de forma arbitrária durante o processo conhecido como Neocolonização. A maior parte dos Estados nessas duas regiões foi criada a partir da permissão dessas duas potências. Atualmente, tanto a África do Norte como o Oriente Médio têm vivido constantes conflitos com diferentes motivações (étnicos, religiosos, políticos, territoriais), o que prejudica o desenvolvimento econômico e social dos países que essas regiões abarcam.

Mesmo em face de todas essas semelhanças, é preciso lembrar que a África do Norte pertence ao continente africano e está inserida na realidade desse continente, já o Oriente Médio é uma região do continente asiático que estabelece relações mais consolidadas com os demais países asiáticos e com o continente europeu.

NOTAS

1 Créditos da Imagem: Shutterstock.com e Tony Moran

Assuntos Relacionados