Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia humana
  4. Corrida espacial

Corrida espacial

A corrida espacial foi um dos capítulos da Guerra Fria, em que Estados Unidos e União Soviética disputaram a hegemonia na exploração do espaço entre 1957 e 1975.

O Sputnik 1, lançado pelos soviéticos em 1957, foi o primeiro satélite artificial lançado pela humanidade.*
O Sputnik 1, lançado pelos soviéticos em 1957, foi o primeiro satélite artificial lançado pela humanidade.*

A corrida espacial foi um dos episódios que marcaram a segunda metade do século XX e foi resultado direto da Guerra Fria. Ocorrida entre os anos de 1957 e 1975, a corrida espacial ficou caracterizada pela intensa exploração no espaço realizada por americanos e soviéticos. Um dos momentos de maior relevância da corrida espacial foi a chegada do homem à Lua.

Acesse também: Entenda por que a Lua não cai na Terra

Guerra Fria

A corrida espacial foi resultado da Guerra Fria, o nome que damos para o conflito político-ideológico que marcou o mundo após a Segunda Guerra Mundial. Essa disputa foi travada pelos EUA e URSS, países que saíram como vencedores da Segunda Guerra e que procuraram depois desse conflito garantir a sua hegemonia no mundo.

A ascensão da União Soviética na guerra incomodou os Estados Unidos, que temerosos em perder a sua influência na Europa Ocidental, passaram a incentivar uma retórica de polarização contra os soviéticos. Ainda na década de 1940, já foram realizadas ações pelo governo americano para garantir a sua influência.

A manutenção da influência norte-americana na Europa Ocidental era importante para manter a sua economia aquecida depois do fim da guerra. Considera-se como ponto de partida da Guerra Fria um discurso de Harry Truman realizado em 1947. Logo, a retórica de polarização foi incorporada pelos soviéticos e, então, os dois países começaram a se organizar para garantir seus interesses em suas zonas de influência.

A Guerra Fria estendeu-se de 1947 a 1991 e, nesse período, a disputa entre as duas nações ocorreu em vários níveis. Na diplomacia, cada nação atuava para garantir seus interesses internacionalmente; economicamente, buscava-se a hegemonia sobre o outro; militarmente, buscava o domínio pela maior quantidade de armamentos possível.

Na área da tecnologia, essa disputa também aconteceu com cada país querendo apresentar mais inovações em relação ao outro. Isso levou as duas nações a investirem na educação e realizar pesados investimentos em estudos científicos. Naquele momento, o avanço científico permitiu a abertura de uma nova fronteira: o espaço.

Até então desconhecido, o espaço começou a ser explorado no período da corrida espacial, e americanos e soviéticos disputavam quem faria as maiores descobertas. Assim, foram lançados satélites artificiais, sondas espaciais, expedições tripuladas para o espaço, até que, finalmente, foi enviada uma viagem tripulada para a Lua.

“Dominar” o espaço era algo fundamental dentro da disputa que era travada entre as duas nações, pois aquele que conquistasse essa nova fronteira da humanidade evidenciaria seu papel de potência. Explorar o espaço também se mostrava útil militarmente, pois permitiria monitorar os movimentos feitos pelo inimigo e abria uma nova possibilidade de ataque em caso de guerra. Para saber mais sobre, leia: Guerra Fria.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Resumo da corrida espacial

Uma série de acontecimentos marcou os quase vinte anos de corrida espacial, mas alguns desses acontecimentos ganharam maior notoriedade e contaremos abaixo um resumo destes.

  • Sputnik

A cadela Laika foi enviada para o espaço com a Sputnik 2 e faleceu dias depois pelo superaquecimento da nave.
A cadela Laika foi enviada para o espaço com a Sputnik 2 e faleceu dias depois pelo superaquecimento da nave.

O primeiro grande marco da corrida espacial foi um feito soviético. No dia 4 de outubro de 1957, às 22h28m, no horário de Moscou, foi lançado o Sputnik 1, o primeiro satélite artificial a ficar na órbita da Terra. Alguns minutos depois, o satélite começou a emitir os primeiros sinais de rádio e o Sputnik 1 permaneceu em órbita por 22 dias.

O feito foi ressaltado tanto na imprensa soviética, quanto na imprensa internacional – incluindo a americana. O satélite soviético era uma esfera metálica feita de alumínio, que possuía 58 de centímetros de diâmetro e pesava 83,6 kg. O segundo satélite enviado pelos soviéticos trouxe outra grande inovação: o envio do primeiro ser vivo para o espaço.

Em 4 de novembro de 1957, foi lançado o Sputnik 2 que possuía 508 kg e transportou a cadela Laika para o espaço. A cadela foi encontrada nas ruas de Moscou e morreu 10 dias depois, em resultado do superaquecimento da estrutura. Ao todo, os soviéticos enviaram dez satélites sob a designação de Sputnik.

  • Nasa e Explorer

O lançamento do primeiro satélite pelos soviéticos ressoou negativamente para o governo americano, que logo procurou lançar seu próprio satélite. Isso aconteceu, de fato, em 31 de janeiro de 1958, quando aconteceu o lançamento do Explorer 1. O satélite americano acabou descobrindo a existência de uma região radioativa ao redor da Terra – o Cinturão de Van Allen.

Depois de quatro meses, o Explorer 1 parou de emitir sinais e retornou à atmosfera 12 anos depois. Logo após, os americanos criaram a National Aeronautics Space Administration, mais conhecida como NASA.

  • Homem no espaço

Os soviéticos foram os primeiros a enviarem um satélite para o espaço, os primeiros a enviarem um ser vivo e os primeiros a enviarem uma sonda que orbitou o Sol. Depois de tudo isso, os soviéticos ainda foram os primeiros a enviarem um homem ao espaço. A seleção para isso aconteceu em janeiro de 1961 e selecionou dois homens: Yuri Alekseyevich Gagarin e German Stepanovich Titov.

Yuri Gagarin foi o primeiro homem a ser enviado para o espaço e a espaçonave que o transportou chamava-se Vostok 1. O lançamento aconteceu no dia 12 de abril de 1961, e a nave em que Gagarin estava ficou na órbita durante 108 minutos. Uma vez no espaço, Gagarin pronunciou a frase “a Terra é azul”.

A nave que Gagarin estava não era manobrável e, por isso, quando retornou à atmosfera, o cosmonauta soviético ejetou quando estava a mais ou menos 8 mil metros de altura e terminou sua descida de paraquedas. Os soviéticos ainda foram os responsáveis por enviarem a primeira mulher ao espaço, Vladimirovna Tereshkova, em 16 de junho de 1963.

Depois da ida de Gagarin para o espaço, os americanos enviaram Alan Barlett Shepard Jr. na espaçonave Freedom 7, em 5 de maio de 1961. O astronauta americano esteve durante 15 minutos em uma trajetória suborbital – o que caracterizou o feito americano bem menos expressivo que o soviético.

Homem na Lua

Com o Programa Apollo foi possível observar a Terra da Lua.
Com o Programa Apollo foi possível observar a Terra da Lua.

O último grande acontecimento da corrida espacial foi o envio de expedições tripuladas para a Lua. Esse foi um feito dos americanos, e o projeto foi anunciado pelo presidente americano John F. Kennedy, em 1961. O envio de expedições tripuladas à Lua eram uma obsessão americana, uma vez que as maiores inovações da corrida espacial haviam sido realizadas pelos soviéticos.

Para viabilizar esse objetivo, a NASA criou o Programa Apollo, nome que homenageava um deus grego. Esse programa contou com apoio irrestrito do governo americano e consumiu bilhões de dólares, ao longo da década de 1960. Ao longo dessa década, uma série de expedições Apollo foram realizadas como forma de teste até o momento que de fato a expedição tripulada fosse enviada.

Um desses momentos foi a expedição Apollo 8 que enviou uma tripulação para orbitar a Lua, em 1968. A missão que de fato enviou o homem ao solo lunar foi a Apollo 11, formada por Neil Armstrong, Edwin Aldrin e Michael Collins. Eles foram enviados à Lua no dia 16 de julho de 1969. No dia 19, chegaram à Lua e, no dia 20, iniciaram a descida.

A alunissagem (pouso na Lua), aconteceu às 17h17 de 20 de julho de 1969 e seis horas depois, Neil Armstrong pisou no solo da Lua. Quando pisou na Lua, Armstrong soltou disse a frase, hoje internacionalmente conhecida: “este é um pequeno passo para o homem, mas um gigante salto para a humanidade”.

Somente Armstrong e Aldrin exploraram a superfície lunar e o fizeram em cerca de 2h30. A espaçonave da missão Apollo 11, amerissaram (pouso no mar) no Oceano Pacífico, no dia 24 de julho de 1969. Trouxeram consigo 21 kg de rochas lunares, que foram utilizadas em inúmeros estudos científicos. Ao todo, foram realizados 17 missões Apollo, que foram responsáveis por trazer 380 kg de rochas lunares.

Acesse também: Entenda por que o som não se propaga no espaço

Fim da corrida espacial

O fim da corrida espacial aconteceu em 17 de julho de 1975, quando uma missão espacial foi realizada em conjunto por americanos e soviéticos. Nessa missão, participaram as naves Apollo (conhecida popularmente como Apollo 18) enviada pelos americanos e a Soyuz 19, enviada pelos soviéticos. Essa missão cooperativa marcou o fim da disputa espacial e deu início a uma fase de cooperação científica entre EUA e URSS.

 

*Crédito da imagem: Alexey Broslavets e Shutterstock

**Crédito da imagem: Mitrofanov Alexander e Shutterstock

Assuntos Relacionados