Alca

Possíveis países que integrarão a ALCA.
Possíveis países que integrarão a ALCA.

A intenção dos acordos econômicos entre os países latinos com outros como, por exemplo, a União Européia, tem sido impedida pelos líderes norte-americanos que anseiam a criação da ALCA.

Como os Estados Unidos é a maior potência mundial e exerce um grande poder de influência nos países latinos devido à existência de muitas empresas transnacionais de origem americana e também do poder político, diante dos seus interesses econômicos e da garantia de estabelecer uma hegemonia total no continente, essa potência mundial emprega um grande empenho na criação e implantação da ALCA (Área de Livre Comércio das Américas).

O objetivo norte-americano é de instaurar um bloco com muitos participantes no qual todos os países, salvo Cuba, iriam integrar, com a implantação desse bloco seria possível o fluxo de mercadorias entre seus integrantes com baixas tarifas alfandegárias e posteriormente extinguidas definitivamente, facilitando o comércio e a movimentação de bens e capitais.

O déficit comercial americano é crescente, pois a importação é superior à exportação, e a implantação da ALCA representa para os Estados Unidos um crescimento nas exportações, pois esse tem um setor produtivo mais completo e desenvolvido, diante disso é bastante competitivo em relação às outras economias mais fragilizadas. O fato negativo da implantação da ALCA para os países subdesenvolvidos é de que a economia norte-americana é extremamente superior às nações latinas que totalizam pelo menos 32 estados.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A ALCA deveria entrar em funcionamento em 2005, no entanto, existem países, como o Brasil, que são contrários à sua implantação e querem realizar uma série de negociações como meio de analisar a viabilidade dos países do MERCOSUL. Segundo diversos especialistas, a instauração da ALCA serve quase que exclusivamente aos interesses comerciais e econômicos dos Estados Unidos devido sua superioridade em relação aos demais países.

Os Estados Unidos querem somente uma integração comercial financeira entre os países membros e não um acordo total, que legaliza o fluxo de trabalhadores em seu território, como é o intuito do MERCOSUL.

Outro ponto que dificulta bastante o desenvolvimento efetivo da ALCA é quanto ao protecionismo norte americano que configura entre os mais exigentes do mundo, dessa forma restringe a entrada de produtos estrangeiros estipulando elevadas taxas alfandegárias, especialmente de produtos têxteis e agropecuários que se originam de países latinos.

Assuntos Relacionados