As cidades

As primeiras cidades das quais se tem registro surgiram há 5.000 anos, na Mesopotâmia, território onde encontra-se hoje o Iraque, desde então as mesmas passaram por uma série de mudanças e evoluções.

A intensificação da urbanização no mundo iniciou-se a partir da Revolução Industrial, a nova atividade econômica atraiu uma grande quantidade de pessoas para as cidades, uma vez que essas abrigavam as indústrias, figurando assim o fenômeno do êxodo rural (migração de trabalhadores rurais para as cidades).

Cidades correspondem basicamente às sedes de municípios que detém uma pequena ou grande população, é um espaço que concentra um amontoado de pessoas relativamente organizadas nas edificações. Nos centros urbanos são identificadas todas as relações sociais e também a infra-estrutura e os serviços públicos, como ruas pavimentadas, transporte público, coleta de lixo, rede de esgoto, iluminação, saúde, educação e muitos outros. É bom ressaltar que nem sempre ocorre desse modo, embora seja o ideal.

A economia urbana está diretamente ligada ao setor terciário (comércio e prestação de serviços) e também industrial, incluindo ainda as repartições públicas, tais como prefeitura, câmara dos vereadores e demais órgãos governamentais. Essas áreas urbanizadas de médio e grande porte abrangem redes de lojas de diversos seguimentos, instituições financeiras, universidades, hospitais, clínicas e outras atividades ligadas às cidades.

O campo estabelece uma estrita dependência em relação às cidades, pois a última disponibiliza todos os produtos e serviços necessários para o desenvolvimento das atividades rurais (insumos, máquinas, assistência técnica e outros).

Todo aglomerado urbano é dinâmico, em razão de vários fatores, dentre eles o histórico, arquitetônico, econômico, cultural, turístico entre muitos outros, esses promovem alterações contínuas na paisagem, uma vez que a todo o momento acontecem demolições, reformas, construções e até mesmo deterioração das paredes, praças e monumentos ocasionados por fenômenos climáticos como chuva, vento e calor.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Londres, berço da Revolução Industrial e da urbanização contemporânea.
Londres, berço da Revolução Industrial e da urbanização contemporânea.
Publicado por: Eduardo de Freitas

Assuntos Relacionados