Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia humana
  4. As taxas de natalidade do campo e da cidade

As taxas de natalidade do campo e da cidade

Na zona rural é comum os filhos de agricultores participarem das tarefas diárias, até mesmo os menores de idade, visando à ajuda as famílias têm uma quantidade maior de filhos, geralmente os pais têm pouca instrução, concluem que para realizar trabalhos no campo não é necessário oferecer estudos aos filhos, até porque criança na escola significa gastos.

Nas cidades ocorre o inverso, devido à modernização da sociedade e de seus instrumentos, o custo com as crianças é maior, pois tem gastos com roupas, escolas, brinquedos e etc. As pessoas que vivem em cidades geralmente são mais esclarecidas, por isso reconhecem a importância do estudo na vida de uma pessoa.

Por meio dos dois casos fica evidente a disparidade existente em relação à taxa de natalidade dos centros urbanos e das áreas rurais. No campo as pessoas tendem a se casar mais jovens, se comparadas às pessoas das cidades, contudo não é necessário casar para ter filhos, mas uma pessoa que se une a outra com idade entre 15 e 22 anos possui uma probabilidade bem maior de ter mais filhos, que um casal com idade mais avançada.

As religiões muitas vezes são contrárias à limitação em relação à quantidade de filhos, mas essas influências não são muito efetivas nos grandes centros urbanos, porém em pequenas cidades e no campo isso se faz presente. A religião islâmica fundamentalista, por exemplo, tem grande influência nas decisões dos fiéis. É por isso que até os dias de hoje os países adeptos ao islamismo atingem altas taxas de natalidade.

Atualmente nas grandes cidades e em cidades menores a vida é mais agitada, os meios de produção oferecem uma extensa lista de opções de lazer, portanto a quantidade de filhos limita a vida social dos pais, provenientes dos altos custos.

Outro motivo que contribui para uma baixa taxa de natalidade nos centro urbanos é a quantidade de informações repassadas através dos meios de comunicação e postos de saúde, dessa forma as pessoas tem mais acesso a lugares que comercializam anticoncepcionais, o próprio governo oferece de forma gratuita tais anticonceptivos.
Nas cidades as famílias têm menos filhos que no campo
Nas cidades as famílias têm menos filhos que no campo
Publicado por: Eduardo de Freitas
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados