Montanhas

Montanhas são grandes elevações da superfície terrestre. Apresentam altitudes superiores a 300 metros e paisagem acidentada. Formam-se por meio de acidentes geográficos.

Montanhas são formas de relevo que se caracterizam por suas elevadas altitudes quando comparadas a outros tipos de superfícies, sendo então consideradas os pontos mais altos do planeta. Possuem encostas íngremes, paisagem acidentada e normalmente apresentam vales profundos, localizando-se geralmente em áreas de intensa atividade tectônica e vulcânica.

Para a Geologia (ciência que estuda a crosta terrestre), montanhas são formações de relevo recentes. Quando agrupadas, extensas e altas, as montanhas formam as chamadas cordilheiras ou cadeia de montanhas1. Se alinhadas, formam as serras2.


Conjunto de montanhas que forma a Cordilheira do Himalaia, localizada no continente asiático


Como se formam as montanhas

A Geologia considera que as montanhas são formações recentes, portanto, não sofreram tanto desgaste por meio de agentes exógenos de modificação do relevo, como a ação dos ventos e das chuvas.

Comumente as montanhas são formadas pela ação das placas tectônicas, que se chocam e geram na superfície dobras ou soerguimentos.

Leia também: Como as placas tectônicas alteram a superfície terrestre

As montanhas são classificadas por diversos autores de acordo com vários critérios, como origem, idade, altitude. A classificação mais comum está relacionada à origem. Segundo esse critério, as montanhas podem ser:

1. Montanhas de falhas: são originadas a partir de um falhamento na crosta terrestre. Quando dois blocos colidem, provocam rupturas nas rochas, originando as falhas, e um dos blocos acaba ficando soerguido em relação ao outro. (Exemplo: Pico Olancha, localizado nos Estados Unidos).

2. Montanhas de dobramentos: são originadas a partir da ação de agentes internos de relevo, principalmente o movimento das placas tectônicas. O choque ou atrito entre dois blocos tectônicos gera o aparecimento de montanhas por causa do levantamento das áreas. Esse tipo de montanha é uma formação recente, com elevadas altitudes e datada na Era Cenozoica. Apresenta pouco desgaste erosivo. Exemplo: Cordilheira dos Andes


A Cordilheira dos Andes é um exemplo de montanha de dobramento

 

3. Montanhas vulcânicas: são originadas a partir de vulcões (erupções vulcânicas), em atividade ou não. Por esse motivo, apresentam grande quantidade de rochas magmáticas extrusivas. Possuem altitudes médias.


Processo de formação de montanha vulcânica

4. Montanhas de erosão: são originadas pelo desgaste das rochas que constituem o relevo da área em questão. É um processo bastante prolongado: leva milhares de anos para acontecer. Essas montanhas são formadas geralmente por rochas sedimentares e são relativamente mais baixas.

Veja também: Como surgem falhas e dobramentos


Há ou não montanhas no Brasil?

Alguns estudiosos consideram que no Brasil não há montanhas porque esse tipo de forma de relevo é originado por dobramentos modernos, que não existem no território brasileiro. Porém, de acordo com o Conselho Nacional de Meio Ambiente, a legislação brasileira considera que há sim esse tipo de formação no Brasil. Segundo Jurandyr Ross3, grande geógrafo brasileiro, as cadeias de montanhas antigas existentes no Brasil estão bastante desgastadas por causa de processos erosivos, mas ainda assim apresentam aspectos serranos em suas extensões.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No Brasil, especificamente nos estados da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo, localiza-se a Serra do Espinhaço, considerada uma das maiores montanhas do mundo.


Serra do Espinhaço: uma das maiores montanhas do mundo localiza-se no Brasil


Curiosidades sobre as principais montanhas do mundo

No Nepal, localizam-se as principais montanhas do mundo, entre elas o Everest, considerado a maior montanha do planeta. Porém, há controvérsias a respeito dessa afirmação, visto que depende do critério adotado para as medições. Se a altitude (a distância entre um ponto e o nível do mar) for o critério escolhido, realmente o Everest é a montanha mais alta do mundo, estando a aproximadamente 8.848 metros acima do nível do mar. Mas se o critério escolhido for altura (a medida entre a base e o topo), o Monte Everest perde seu posto para a montanha Mauna Kea, originária de um vulcão localizado no Havaí. A sua altura alcança um pouco mais de 10.000 metros, maior parte deles submersa no oceano.

Veja também: 10 curiosidades sobre Vulcões


Montanha Mauna Kea, originária de um vulcão localizado no Havaí


Outros exemplos de montanhas:

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​→ Monte Aconcágua, localizado na América do Sul

→ Monte Kilimanjaro, localizado na África

→ Cadeia montanhosa de Sierra Madre, localizada no México

→ Alpes, localizados na Europa Central


Montanhas são apenas paisagens bonitas?

Que as montanhas são exuberantes é inegável! Suas paisagens são de tirar o fôlego, despertam nos desbravadores a vontade de explorar e constituem obstáculos para os colonizadores. Mas é fato que essa forma de relevo não é só fonte de paisagens belas. As montanhas fornecem água (cerca de 50% da água doce superficial do mundo é proveniente das montanhas), energia, diversidade biológica e cultural, além de minérios. São também local de moradia de diversas populações.​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​
___________________________________
1 ANTUNES, Celso.1988. Geografia e Participação: introdução aos estudos geográficos. Vol. 1. São Paulo: Editora Scipione.
2 LUCCI, Elian Alabi. 1996. O sistema terra. 2º grau. 8ª ed. São Paulo: Editora Saraiva.
3 ROSS, Jurandyr Luciano Sanches. 1996. Os Fundamentos da Geografia da Natureza. In: ROSS, Jurandyr Luciano Sanches (org). Geografia do Brasil. São Paulo: Edusp. p.13-65.

 

pornliz suckporn porndick
Monte Kilimanjaro, maior montanha da África, na Tanzânia.
Monte Kilimanjaro, maior montanha da África, na Tanzânia.
Publicado por: Rafaela Sousa

Assuntos Relacionados