Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia Física do Brasil
  4. O Cerrado e a água no Brasil

O Cerrado e a água no Brasil

“A relação entre o Cerrado e a água no Brasil é muito acentuada, haja vista que esse bioma abriga nascentes de vários rios e também abastece importantes aquíferos.”

O Cerrado é considerado por muitos como um importante berço das águas do Brasil, tão importante para a disponibilidade dos recursos hídricos no país quanto a Amazônia. O principal motivo dessa consideração é o fato de esse domínio morfoclimático concentrar uma área que abriga nascentes de importantes rios, beneficiando oito entre as doze grandes bacias hidrográficas brasileiras.

Essa configuração natural rendeu ao Cerrado o título de “caixa d'água do Brasil”, pois os seus domínios florestais seriam responsáveis por abastecer a maior parte dos rios e recursos hídricos do país, incluindo aí importantes áreas de abastecimento. Segundo a ONG WWF Brasil, 90% da população brasileira consome energia diretamente produzida no Cerrado ou fornecida por alguma hidrelétrica cujas águas nascem nesse bioma. As águas do Cerrado também abastecem a agricultura e a atividade industrial de boa parte do território brasileiro.

A vegetação do Cerrado também auxilia na captação das águas das chuvas para o abastecimento de três importantes aquíferos, com destaque para o Aquífero Guarani, um dos maiores do mundo em extensão e também em volume, responsável pelo abastecimento de boa parte do Brasil e também de outros países.

Alguns dos mais importantes rios brasileiros possuem boa parte de suas nascentes na região do Cerrado. O Rio São Francisco é um deles: ao todo, o Velho Chico possui cerca de 90% de suas nascentes localizadas nesse domínio, que abriga, no entanto, cerca de 55% de seu leito, o que nos permite incluir que as áreas desse bioma são grandes fornecedoras de recursos hídricos para outras localidades.

Até mesmo a Bacia Amazônia não escapa: o rio Xingu, um dos muitos afluentes do Amazonas, advém de nascentes do Cerrado, o que também acontece com a maior parte da Bacia Tocantins-Araguaia e com as bacias do Paranaíba, do Atlântico Leste e Atlântico Leste Ocidental.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A Bacia Platina, por sua vez, é também resultante de águas que surgem no Cerrado, que abriga o início das bacias do Paraná e do Paraguai. Essas bacias juntam-se e formam a rede de drenagem em questão, que envolve o Rio da Prata, um dos mais importantes da América do Sul.

Por que o Cerrado abriga a origem de tantas nascentes e fontes de água?

Boa parte dessa configuração estratégica do Domínio Morfoclimático do Cerrado está na sua posição e no relevo. Em termos de extensão, o Cerrado é a segunda maior formação vegetal da América Latina, atrás apenas da Floresta Amazônica, ocupando, assim, uma posição central ao longo do espaço natural e geográfico do continente sul-americano. Além disso, as formas de relevo, sobretudo nas zonas planálticas, contribuem para o surgimento de nascentes de rios, que rapidamente se deslocam para outras áreas, ao mesmo tempo em que possuem um grande potencial hidrelétrico.

Embora apresente uma importância tão estratégica no que se refere à conservação dos recursos naturais e hídricos, o Cerrado já foi amplamente devastado. Atualmente, esse bioma contém menos de 20% de sua área original. Dessa forma, é preciso adotar medidas para a conservação desse importante domínio florestal, pois de outra forma não é possível vislumbrar perspectivas viáveis para garantir a sustentabilidade da água potável no país.

______________________

* Créditos da imagem: Wikimedia Commons

Publicado por: Rodolfo F. Alves Pena
Bacia do Rio Araguaia no ambiente do bioma Cerrado *
Bacia do Rio Araguaia no ambiente do bioma Cerrado *

Assuntos Relacionados