O Paraná está localizado na Região Sul do território brasileiro, possui em sua área uma das maiores florestas subtropicais do mundo, a mata de araucária.

Em face da descoberta de ouro na região durante o século XVII, o território despertou o interesse de brasileiros e portugueses que residiam em São Paulo. No entanto, o principal objetivo das expedições dos bandeirantes paulistas era a captura de índios.

Durante o império, em 1853, o Paraná tornou-se província independente e, no fim do século, a economia foi impulsionada pelo cultivo de erva-mate, além da exploração de madeira e das lavouras de café, que contribuíram bastante para o desenvolvimento econômico da região.

No início do século XX, grandes companhias de colonização, como a inglesa Paraná Plantation, atuaram no Estado. Surgiram as cidades de Londrina e Maringá, que se tornaram importantes centros produtores de café entre os anos de 1950 e 1970.

Em razão dos grandes problemas sociais gerados no campo, principalmente com os pequenos produtores, muitos agricultores sem terra se tornaram boias-frias, outros migraram para a cidade. Parte dos pequenos produtores que perderam suas propriedades rurais organizaram um movimento de luta pela terra, movimento esse que originou o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).


Bandeira do Paraná

A bandeira do Paraná é composta por um círculo azul que representa o céu com o Cruzeiro do Sul, os ramos simbolizam a mata de araucárias e a erva-mate, o branco simboliza a paz e o verde corresponde às matas do estado.

A extensão territorial do Paraná é de 199.316,694 km², o estado é composto por 399 municípios, sendo Curitiba a capital. Outros municípios importantes são: Londrina, Maringá, Ponta Grossa, Foz do Iguaçu, Cascavel, São José dos Pinhais e Colombo.

Conforme contagem realizada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população totaliza 10.444.526 habitantes, sendo que 85,3% reside em áreas urbanas e 14,7% em áreas rurais. Apresenta crescimento demográfico de 0,9% ao ano.

O relevo é caracterizado por planaltos a leste e a oeste, e depressão no centro do território, o ponto mais elevado é o pico do Paraná, na serra do Mar, com 1.922 metros. A vegetação é bem diversificada, apresentando mangue no litoral, mata Atlântica, floresta tropical a oeste e mata de araucária no centro. O clima é subtropical e os principais rios são: Iguaçu, Itararé, Ivaí, Paraná, Paranapanema, Piquiri e Tibaji.

No âmbito da economia, o Estado se destaca como maior produtor nacional de milho e o segundo de cana-de-açúcar. Outras atividades econômicas desenvolvidas na região são o têxtil, madeireiro e o alimentício, além da presença de indústrias automobilísticas.

O Paraná possui o Parque Nacional de Iguaçu, localizado na fronteira com a Argentina, declarado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e a Cultura (UNESCO) patrimônio da humanidade. Na fronteira com o Paraguai está a localizada a hidroelétrica de Itaipu, a maior do mundo.

Assuntos Relacionados