Você está aqui Mundo Educação Geografia Geografia humana Plano Marshall
Plano Marshall
George C. Marshall, foi secretário dos EUA e foi o idealizador do Plano Marshall

Ao término da Segunda Guerra Mundial a Europa se encontrava praticamente destruída, os meios de produção foram arrasados, impossibilitando as exportações e o comércio interno, em suma, estava desorganizada economicamente e desprovida de recursos financeiros para a reconstrução dos países.

Os Estados Unidos temiam que a fragilidade econômica dos países europeus pudesse abrir caminho para o socialismo que era liderado pela URSS (União das Repúblicas Soviéticas Socialistas). Antecipando uma possível influência Russa, os norte-americanos enviaram enormes recursos financeiros para a reconstrução da Europa como um todo.

Com base na Doutrina Truman, no ano de 1948 foi instaurado o Plano Marshall, o nome faz referência a seu inventor o então secretário do Estado Americano George Marshall, que visava à reconstrução da Europa.

Cidadãos gregos manifestam seu apoio ao apoio financeiro ofertado pelos EUA no Plano Marshall
Cidadãos gregos manifestam seu apoio ao apoio financeiro ofertado pelos EUA no Plano Marshall

Inicialmente o plano Marshall iria beneficiar alguns países de influência soviética, disponibilizando bilhões de dólares com intenção de seduzir essas nações da Europa central a ficar do lado dos EUA (capitalismo). Isso deixou a URSS preocupada, temendo que seus países satélites viessem a ficar do lado norte-americano colocando em risco a segurança nacional. Como esses países não aceitaram os recursos, ficaram de fora do plano.

As doações e empréstimos seriam feitos com base nas necessidades econômicas européias, dessa forma o Plano Marshall teve a aceitação por parte dos países da Europa Ocidental em 1948, no qual foi entregue aproximadamente 17 bilhões de dólares, os países que usufruíram do plano foram Inglaterra, Alemanha, Itália e França, os empréstimos foram realizados entre 1948 e 1951. A partir da entrada dos recursos na Europa o resultado foi quase que imediato, crescimento industrial, agrícola, e econômico.

A URSS para estabelecer influência fortaleceu os laços com os países do leste europeu, uma vez que não possuía recursos financeiros como os EUA.

*Créditos da imagem: Artnana e Shutterstock

Assuntos Relacionados