Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Geografia
  3. Geografia ambiental
  4. Práticas que mais consomem água

Práticas que mais consomem água

A atividade agropecuária está entre as práticas que mais consomem água, fator mais preponderante em países subdesenvolvidos e emergentes.

A agricultura é a atividade que mais consome água
A agricultura é a atividade que mais consome água

O consumo de água vem, indubitavelmente, aumentando em todo o mundo, tanto pelo crescimento demográfico quanto pela maior atividade das práticas econômicas, principalmente nos países em desenvolvimento, onde antes o consumo era muito menor. Por isso, em várias partes, medidas de controle e diminuição do uso da água vêm sendo adotadas com o objetivo de garantir a exploração sustentável desse recurso.

Mas para saber como reduzir o consumo de água nos diversos campos da sociedade, é preciso saber quais são os setores da economia que mais consomem água. Assim, é possível direcionar medidas de contenção no que se refere à exploração dos recursos hídricos no Brasil e também no mundo.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), a maior parte dos recursos hídricos é consumida pelas atividades do campo, seguidas pela indústria, comércio e uso residencial, conforme podemos observar no gráfico simplificado a seguir:

Gráfico demonstrativo das práticas que mais consomem água
Gráfico demonstrativo das práticas que mais consomem água

Portanto, entre as práticas que mais consomem água, somente a agricultura é responsável por cerca de 70% de toda a água consumida no mundo. Nos países desenvolvidos, essa proporção diminui bastante, já nos países subdesenvolvidos ela chega a ultrapassar os 80%, haja vista que quase todos esses países não apresentam grandes índices de industrialização. No Brasil, a agropecuária é responsável por 72% de toda a água consumida no país.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A atividade industrial vem em segundo lugar e possui também grandes níveis de consumo. A produção de alguns materiais demanda uma maior utilização de água tanto na fabricação direta quanto no resfriamento e lavagem dos equipamentos. Um quilo de alumínio, por exemplo, demanda a utilização de aproximadamente 100 mil litros de água. A fabricação de um carro completo, por sua vez, gasta 400 mil litros. Assim, quanto mais um país ou região industrializa-se, mais água tende a consumir.

Por fim, o uso doméstico e comercial são os que, proporcionalmente, menos consomem água, apresentando apenas 8% de todo o consumo médio. Isso revela que, além das residências, os demais setores da economia também devem atuar no sentido de economizar água para garantir a sua preservação para as gerações futuras. Medidas como métodos econômicos de irrigação, reúso da água na indústria, além da redução no consumo individual, são importantes maneiras de garantir a disponibilidade de água.

Assuntos Relacionados