Roraima
Localização de Roraima no mapa do Brasil

Situado no extremo norte do país, o estado de Roraima faz fronteira com a Venezuela (N e NO), Guiana (L), Pará (SE) e Amazonas (S e O). Abriga o ponto mais setentrional do Brasil, o monte Caburaí. Cortado ao sul pela linha do Equador, a maior parte do território fica no hemisfério norte. Mais de 60% da área do estado é coberta pela floresta Amazônica.

O nome do estado de Roraima origina-se das palavras roro, rora, que significa verde, e ímã, que quer dizer serra, monte, no idioma indígena ianomâmi, formando serra verde, que reflete o tipo de paisagem natural encontrada na região.

Durante o Império, no século XIX, o território de Roraima permaneceu integrado à província do Amazonas, com população pequena e economia estagnada, baseada em fazendas de gado. No início da República, em 1904, a porção mais oriental de Roraima foi alvo de uma disputa fronteiriça com a Guiana, então colônia do Reino Unido. Essa parte do território foi dividida entre os dois países, ficando a maior parte para a Guiana.

Em 1943, a área foi desmembrada do estado do Amazonas e transformada em território federal do Rio Branco. Essa atitude teve como principal objetivo impulsionar o desenvolvimento local e garantir mais segurança para a área, considerada estratégica. Em 1962, o território passou a se chamar Roraima. Os recursos e incentivos dos governos militares nos anos de 1960 e 1970 melhoraram a infraestrutura e atraíram empresários e trabalhadores para a região.

A extensão territorial do estado de Roraima é de 224.301,040 quilômetros quadrados, divididos em 15 municípios. Conforme contagem populacional realizada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), totaliza 450.479 habitantes, sendo 46.106 habitantes indígenas. É o estado brasileiro menos populoso, a densidade demográfica é de aproximadamente 2 hab./km². Apresenta crescimento demográfico de 3,4% ao ano.

O relevo do estado é composto por planalto no norte e depressões no sul, o ponto mais elevado é o monte Roraima, na serra do Pacaraima, com 2.739,3 metros acima do nível do mar. O clima é equatorial a oeste, e tropical a leste.
Os principais rios do Estado são: Alalaú, Branco, Catimani, Tacutu, Uraricoera.

A cobertura vegetal apresenta três tipos bem distintos. Ao Sul do território há a presença de floresta tropical densa e abundante entrecortada por rios, é habitada por exuberante fauna e flora. Na região central domina os campos gerais, lavrados ou savanas, igarapés e buritizais. Ao Norte, o cenário muda de acordo com a proximidade do país venezuelano. A fronteira é uma região de serras, acima dos 1.000 metros de altitude.

A capital roraimense é o município de Boa Vista, que possui 284.313 habitantes, outras cidades populosas do estado são: Rarainópolis, Alto Alegre, Caracaraí, Mucajaí, Bonfim.

No aspecto econômico, Roraima é o estado que menos contribui para o Produto Interno Bruto (PIB) nacional, com apenas 0,1%. Sua economia se apoia no setor de serviços, responsável por 87,4% de seu PIB, a agropecuária é responsável por 4,3% e a indústria por 8,3%. Os principais produtos agrícolas são mandioca, arroz, milho, laranja e banana. A madeira responde por 74% das exportações do estado. Roraima importa, principalmente, fertilizante e cimento.

Um dos principais problemas de Roraima são os conflitos pela posse da terra, sendo o principal responsável pela alta taxa de homicídios ocorridos no estado. Um aspecto social positivo de Roraima é sua redução na taxa de mortalidade em um curto período, pois em 1990 essa taxa era de 42,7 óbitos para cada mil nascidos vivos, atualmente é de 18 para a mesma quantidade de nascidos vivos.


Bandeira de Roraima

Significado da bandeira: o verde representa a mata; o amarelo, a riqueza mineral; o branco, a paz; o azul, o céu de Roraima. A faixa vermelha simboliza a linha do Equador; e a estrela, o Estado.

Assuntos Relacionados