Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Classe de palavras
  4. Advérbio
  5. Advérbio ou Pronome Indefinido?

Advérbio ou Pronome Indefinido?

Os recursos disponibilizados pela língua que falamos, uma vez analisados, apresentam-se como distintos. Nesse sentido, ao formularmos e colocarmos nossos pensamentos em prática por meio dos discursos que produzimos, fazemos uso de distintas palavras, associando-as de acordo com a relação que estabelecem entre si dentro de um contexto oracional.

Evidente é que, acerca desse último aspecto, estamos fazendo menção à morfologia e à sintaxe - divisões da gramática, sendo a primeira delas responsável pelo estudo da forma como se apresentam os vocábulos; e a segunda, pelas relações que se dão entre eles, como já mencionado. Pois bem, amigo(a) usuário(a), a depender desse entrelaçar de relacionamento, uma mesma palavra pode ora ocupar uma classe ora outra, como é o que ocorre com o advérbio e com o pronome indefinido. Nesse sentido, como atribuí-los a classificação adequada? É por esse motivo que aqui nos encontramos, para trocarmos algumas experiências e torná-lo(a) apto(a) a realizar tal procedimento. Para tanto, consideremos alguns pressupostos:

# Levando em consideração que o advérbio se caracteriza como uma classe invariável (não se tornando passível de flexão), ele faz referência a um verbo, acima de tudo, a um adjetivo ou a outro advérbio, propriamente dito. Assim, constatemos alguns exemplos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aquela garota fala muito. (intensificando a ação verbal)

Aquela garota apresenta muito espontânea. (intensificando o adjetivo)

Aquela garota gesticula muito espontaneamente. (intensificando o próprio advérbio)

Constatamos que em todos os casos a palavra em questão, representada por “muito”, permanece invariável, sem nenhuma flexão. Diante desse aspecto, afirmamos que se trata de um advérbio.

# Tendo em vista que o pronome indefinido se refere a um substantivo e com ele concorda em gênero (masculino/feminino) e número (singular/plural), a flexão é um caso notável. Analisemos, pois, o exemplo a seguir:

A garota gesticulou em muitos momentos.

Inferimos que “muitos”, uma vez concordando com o substantivo “momentos”, apresenta variação, estabelecendo assim a devida concordância. Nesse caso, resta-nos afirmar que estamos diante de um pronome indefinido.

Diferenças demarcam o advérbio e o pronome indefinido
Diferenças demarcam o advérbio e o pronome indefinido
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Assuntos Relacionados