Catacrese

A catacrese é uma figura de palavra que ocorre quando, na falta de um termo específico, utilizamos um outro por empréstimo a partir de uma semelhança de conceito.

Catacrese
O uso da palavra “asa” é uma catacrese. Saiba mais no texto!

 Leia o poema abaixo:

Inutilidades
José Paulo Paes

Ninguém coça as costas da cadeira.

Ninguém chupa a manga da camisa.

O piano jamais abana a cauda.

Tem asa, porém não voa, a xícara.

De que serve o da mesa se não anda?

E a boca da calça se não fala nunca?

Nem sempre o botão está em sua casa.

O dente de alho não morde coisa alguma.

Ah! se trotassem os cavalos do motor ...

Ah! se fosse de circo o macaco do carro ...

Então a menina dos olhos comeria

Até bolo esportivo e bala de revólver.

Podemos notar que o poeta faz o empréstimo de alguns termos para se referir às partes de objetos que não possuem um nome específico, mas se assemelham com outras definições de modo conceitual, ou seja, o empréstimo é feito a partir dessa semelhança. Esse recurso estilístico está presente em uma figura de palavra conhecida como catacrese. Assim, podemos definir que:

Catacrese: é uma figura de palavra que ocorre quando, na falta de um termo específico para designar um conceito, utiliza-se outro por empréstimo a partir de alguma semelhança de conceito.

Veja mais alguns exemplos:

Todos embarcaram no trem.

Serraram o pé da mesa.

A costureira enterrou o alfinete no dedo.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados