Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Classe de palavras
  4. Grau dos advérbios

Grau dos advérbios

Os advérbios podem manifestar-se no grau comparativo e no grau superlativo.

Veja a relação de sentido comparativo construída pelo advérbio na oração acima
Veja a relação de sentido comparativo construída pelo advérbio na oração acima

Observe as orações a seguir:

(1) Levantou tão cedo quanto eu.

(2) Levantou mais cedo do que eu.

(3) Levantou menos cedo do que eu.

Nota-se que cada uma estabelece uma relação de sentido diferente com os termos que a compõe. Assim, em (1), percebe-se que há uma comparação em nível de igualdade construída pelo advérbio “cedo”. Em (2), o mesmo advérbio constrói uma relação de superioridade e, em (3), de inferioridade. Isso acontece porque essa classe de palavras pode manifestar-se em dois graus na língua portuguesa: o comparativo (representado nas orações acima) e o superlativo. Vamos analisar a estrutura dessas variações de grau neste texto

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Grau comparativo

a) de igualdade:

Exemplo:

Agiu tão violentamente quanto eles.

Andava tão depressa quanto nós.

b) de superioridade:

Exemplo:

Ele falava mais bondosamente (do) que o diretor.

Agiram mais generosamente (do) que da última vez.

c) de inferioridade:

Exemplo:

Caminhava menos calmamente (do) que eu.

Terminou o projeto menos cedo (do) que eu.

  • Grau superlativo

a) absoluto analítico: formado pela anteposição ao advérbio de outro advérbio de intensidade.

Exemplo:

Acordei muito cedo.

Ele estava bastante calmo.

b) absoluto sintético: formado pelo acréscimo do sufixo – íssimo.

Exemplo:

Estava irritadíssimo com aquela conversa.

Jorge é educadíssimo.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas
loading...

Assuntos Relacionados