Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Classe de palavras
  4. Adjetivo
  5. Grau superlativo absoluto sintético

Grau superlativo absoluto sintético

O grau superlativo absoluto sintético, cuja intensificação se dá por meio de acréscimo de sufixos, está entre as três diferentes gradações do adjetivo.

Na língua portuguesa existem dez classes gramaticais. Quatro delas são invariáveis, ou seja, não alteráveis, e seis são variáveis, isto é, flexionam-se, indo ao plural, ou feminino, ou superlativo. O adjetivo está entre as classes variáveis, e sua função é delimitar um substantivo, conferindo-lhe uma qualidade, característica, aspecto ou estado, podendo combinar-se com outros elementos gramaticais para manifestar o número, o gênero e o grau.

O adjetivo apresenta três diferentes gradações: o positivo, o comparativo e o superlativo. O superlativo (que pode ser absoluto sintético, absoluto analítico ou relativo) é utilizado para ressaltar a qualidade do ser em relação a outros seres e também para indicar que a qualidade do ser ultrapassa a ideia que fazemos dessa mesma qualidade. Hoje falaremos um pouco mais sobre o grau superlativo absoluto sintético, que tem como principal característica atribuir qualidades em grau muito elevado a um ou mais seres.

O grau superlativo absoluto sintético, diferentemente do que acontece com o superlativo absoluto analítico, é expresso por meio de uma só palavra, que será formada pelo adjetivo acrescido de um sufixo. Ao receber o sufixo intensivo (-íssimo; -imo; -ílimo; -érrimo), o adjetivo pode sofrer modificações em sua forma, o que dificulta a flexão do nome e provoca desvios gramaticais na modalidade escrita. Observe agora algumas regras que poderão facilitar a formação do grau superlativo absoluto sintético. Boa leitura e bons estudos!

1. Adjetivos terminados em -a, -e, -o perdem essas vogais:

cuidadosacuidadosíssima

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

docedulcíssimo ou docíssimo

sérioseriíssimo

2. Adjetivos terminados em -vel mudam esse final para -bil:

agradávelagradabilíssimo

horrível - horribilíssimo

amável - amabilíssimo

3. Adjetivos terminados em -m e -ão passam respectivamente a -n e -an:

comumcomuníssimo

vão - vaníssimo

4. Adjetivos terminados em -z passam essa consoante a -c:

atrozatrocíssimo

capazcapacíssimo

Há ainda os adjetivos que não têm sua forma alterada, como é o caso daqueles terminados em -u, -l (com exceção da terminação -vel) e -r:

crucruíssimo

difícildificílimo

regular - regularíssimo

Além desses casos, existem ainda os adjetivos que se prendem às formas latinas, também conhecidas como formas eruditas. Veja os exemplos:

livrelibérrimo

inimigoinimicíssimo

humilde humílimo

cristãocristianíssimo

parcoparcíssimo

magnífico magnificentíssimo

amargoamaríssimo

benévolo benevolentíssimo

fiel fidelíssimo

públicopublicíssimo

sábiosapientíssimo

soberbosuperbíssimo

pessoalpersonalíssimo

míseromisérrimo

pobrepaupérrimo

célebre - celebérrimo

Atenção: As palavras terminadas em -io apresentam, na forma sintética, dois is, e essa regra, embora nem sempre seja respeitada na modalidade escrita, deve ser preservada:

cheiochessimo

feiofessimo

váriovarssimo

sério - serssimo

O grau superlativo absoluto sintético é expresso por uma só palavra, formada a partir do acréscimo de um sufixo: amabilíssimo, ferocíssimo etc
O grau superlativo absoluto sintético é expresso por uma só palavra, formada a partir do acréscimo de um sufixo: amabilíssimo, ferocíssimo etc
Publicado por: Luana Castro Alves Perez

Assuntos Relacionados