Hibridismos

Os hibridismos são palavras formadas por elementos provenientes de línguas diferentes
Os hibridismos são palavras formadas por elementos provenientes de línguas diferentes

Ao fazermos referência aos chamados hibridismos, lembramo-nos do processo de formação de palavras, pois eles se conceituam como aquelas palavras existentes no nosso vocabulário e que são oriundas da junção de elementos pertencentes a línguas distintas.

Pelo fato de assim se constituírem, sobretudo pela não uniformidade revelada por tais elementos (uma vez que os compostos são na maioria provenientes do grego e do latim), muitos gramáticos condenam o uso dessa ocorrência linguística. Contudo, tal fato parece não ganhar tanta notoriedade, justamente porque os hibridismos são palavras, como antes dito, que já se incorporaram ao nosso léxico, tornando-se aportuguesadas. Sendo assim, vejamos alguns exemplos:  

Alcoômetro – Álcool (árabe) + metro (grego)

Autoclave – Auto (grego) + clave (latim)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Burocracia – Buro (francês) + cracia (grego)

Endovenoso – Endo (grego) + venoso (latim)

Hiperacidez – Hiper (grego) + acidez (português)

Monocultura – Mono (grego) + Cultura (latim)

Psicomotor – Psico (grego) + motor (latim)

Romanista – Romano (latim) + -ista (grego)

Sociologia – Socio (latim) + -logia (grego)

Zincografia – Zinco  (alemão) + grafia (grego) 

Outros casos também nos chamam a atenção, entre eles:

Grego e latim

astronauta (estrela + navegante)
automóvel (por si mesmo + móvel)
monóculo (um + olho)
televisão (longe + visão)

Latim e grego
altímetro (alto + medida)
decímetro (dez + medida)

árabe e grego
alcaloide (soda + forma)

Assuntos Relacionados