Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Pontuação
  4. O uso da vírgula no vocativo

O uso da vírgula no vocativo

Muitas são as vezes em que nos deparamos com enunciados como estes abaixo representados:

Pedestre atravesse na faixa de segurança.

Cliente seja bem-vindo.

Silêncio visitantes.

Será que, pelo fato de ser o vocativo um termo independente em termos sintáticos, muitos usuários não lhe dão a atenção merecida? Pois bem, este pode ser um assunto aparentemente banal, sem sentido, mas basta percorrermos um pouco por aí para constatarmos uma inadequação linguística ligada a ele.

O fato é que o vocativo representa, em se tratando de termos linguísticos, uma evocação, um chamamento, cuja característica principal diz respeito ao emprego da vírgula, condição sine qua non

Dessa forma, tendo em vista tais postulados, os enunciados que nos serviram de exemplo merecem ser reformulados, apresentando-se da seguinte forma:

Pedestre, atravesse na faixa de segurança.

Cliente, seja bem-vindo.

Silêncio, visitantes.

Diante de tal realidade, não se esqueça de que quando o assunto fizer referência ao vocativo, você deve atribuir a ele a vírgula que ele tanto requer!!!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
O uso da vírgula se faz necessário quando o assunto é o vocativo
O uso da vírgula se faz necessário quando o assunto é o vocativo
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados