Parênteses

Os parênteses são um sinal de pontuação cuja finalidade é indicar a rubrica em textos teatrais ou indicar o acréscimo de informações acessórias.

Os parênteses são um par de sinais de pontuação cuja representação é: ( ). Sua finalidade é indicar a rubrica nos textos teatrais escritos e, nos demais gêneros e tipos textuais, é intercalar informações acessórias (observações, significados de siglas ou de palavras, adendos, curiosidades etc.).

 Como se escreve PARÊNTESES?

Embora pareça uma pergunta óbvia, há aqui uma peculiaridade: as formas PARÊNTESES e PARÊNTESIS são corretas e sinônimas. Isso significa que, mesmo que a primeira seja mais comum, a segunda também é correta e tem a mesma finalidade.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Leia também: Cinco erros de português cometidos por redatores

Quando usar os parênteses

  • Para indicar RUBRICA:

A rubrica é um recurso utilizado em textos teatrais para substituir o narrador. Por meio dela, oferecem-se ao leitor informações cênicas (cenário, personagens que estão no palco, suas vestimentas, aparência, posição etc.). É um recurso que sempre vem intercalado por parênteses.

Segue abaixo um trecho do texto teatral intitulado “Álbum de Família”, escrito por Nelson Rodrigues, em 1945:

Cena 1

(Palco menor: cena mostra ângulo de um dormitório de colégio. Glória e Teresa entram rindo muito, como se brincassem de esconde-esconde. Ambas em finíssimas camisolas, muito transparentes. São meninas que aparentam 15 anos. Há entre as duas um ambiente de sonho. Quando a música termina, Teresa fala)

TERESA – Você jura?

GLÓRIA – Juro.

TERESA – Por Deus?

GLÓRIA – Claro!

(Nota importante: o sentimento de Teresa é mais ativo; Glória resiste mais ao êxtase)

TERESA – Então, quero ver. Mas, depressa, que a irmã pode vir.

GLÓRIA (erguendo a cabeça) – Juro que...

TERESA (retificando) – Juro por Deus...

GLÓRIA – Juro por Deus...

  • Para introduzir informações acessórias:

Os parênteses podem ser usados para introduzir toda espécie de informação considerada acessória no texto (comentários; significado de siglas, de palavras ou de expressões; possibilidades de leitura; enumerações; exemplificações; referências bibliográficas, nascimento e morte etc.). Veja algumas dessas situações:

  • Significado de siglas:

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Brasil tem mais de 200 milhões de habitantes.

  • Significados de palavras ou de expressões:

Os parênteses servem para introduzir um adendo (observação, curiosidade ou ideia acessória sobre algo).

  • Possibilidades de leitura:

Qualquer aluno(a) poderá se candidatar ao grêmio estudantil.

O(s) aluno(s) retirado(s) de sala deve(m) procurar a secretaria da escola.

  • Referências bibliográficas:

"O homem nasceu livre, e em toda parte se encontra sob ferros." (Jean-Jacques Rousseau, Do Contrato Social e outros escritos. São Paulo, Cultrix, 1968.)

  • Exemplos:

Países desenvolvidos (como Estados Unidos e China) deveriam fazer mais pela natureza.

  • Ano de nascimento e de morte:

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) é um dos mais importantes poetas contemporâneos do Brasil.

Leia também: Cinco dicas sobre dúvidas verbais

Diferença entre parênteses e travessão

Os parênteses são utilizados para indicar que a ideia intercalada é acessória, ou seja, algo a mais para a construção do texto, sem o qual ainda se conseguiria atingir o objetivo comunicativo. O travessão, por sua vez, tem finalidade oposta: serve para dar ênfase, para destacar o elemento por ele intercalado.

Veja:

O Brasil – o maior produtor e exportador de carnes do mundo – acaba de lidar com um escândalo sem precedentes envolvendo as maiores empresas de frigorífico do mundo. Além de casos de corrupção, houve denúncias de violação de normas sanitárias e de uso de matéria-prima inapropriada para produção de embutidos.

Observe que, no parágrafo acima, os travessões substituíram as vírgulas que isolavam o aposto explicativo com o intuito de destacar o trecho, ou seja, dar-lhe ênfase.   

Você conhece as regras de uso dos parênteses?
Você conhece as regras de uso dos parênteses?
Publicado por: Jairo Beraldo