Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Pontuação

Pontuação

Os diferentes sinais de pontuação têm um papel fundamental para interpretação de uma frase, oração ou período.

Publicado por: Marina Cabral em Gramática
Pontuação
Pontuação

Os sinais de pontuação, por uma razão ou outra, podem apresentar dificuldades de emprego.

O ponto (.)

É utilizado para sinalizar o término de orações declarativas. O ponto que marca o final do texto é chamado de ponto final.

Ponto-e-vírgula (;)

Separa partes de períodos que já apresentam divisões assinaladas por vírgulas 1, além de separar os itens de enunciados enumerativos2 e orações coordenadas extensas3.

1 – Ex: Eram frustradas, insatisfeitas; além disso, pouco interessadas na opinião alheia.

2 – Ex: “Em matéria de literatura, o Brasil é um país curioso. Parece ter mais autores que leitores, considerando o número de originais que, a cada mês, são remetidos a editores e concursos literários. Essa criatividade é um bom sinal, porém prejudicada pela inflação que obriga os editores a embutirem, no preço de capa, os dois ou três meses de retorno do dinheiro pago pelos livreiros. Assim, os livros ficam proibitivos; a população, mais ignorante; os editores, cautelosos na seleção do que publicar; e os autores, sem incentivo para produzir.”

FREI BETTO. O brasileiro lê?. O Dia, 23 de mar. 2001.

3 – Ex: “Os três primeiros livros me chamam à contemplação ascética e às reflexões morais; os três últimos despertam os sentimentos do coração e levam meu espírito às mais elevadas regiões da fantasia.” (Machado de Assis)

Dois pontos (:)

A função dos dois pontos é introduzir palavras, expressões ou frases que servem para esclarecer ou explicar uma passagem anterior.
Usa-se dois pontos:
- antes de uma citação ou da fala de alguém.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

“Mas o pai disse: ‘menino você está criando muito amor a esse bicho (...)’” (Rubem Braga)
- para discriminar os componentes de uma idéia.
Todo sábado aquela mesma rotina: trabalho, almoço, soneca, futebol, jantar na casa dos amigos.
- para complementar uma palavra ou expressão anterior.
Olhei para o relógio: 10 horas.

Reticências (...)

- Indicam que a parte suprimida não interessa à citação.
“...as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante...” (Hino Nacional Brasileiro)
- Servem para indicar hesitação, ou a suspensão de um pensamento ou idéia que fica a cargo do leitor complementar.
“- Creio antes...sim...sim, creio isto.” (Machado de Assis)

Aspas (“ ”)

- Indicam uma citação.
Quando Machado diz: “Capitu tinha olhos de ressaca”, descreve o interior e o exterior da personagem.
- Indicam palavras ou expressões que são, de alguma forma, estranhas à língua: palavras estrangeiras, neologismos, gírias.
“Os “big-shots” da empresa estavam reunidos em conferência.” (Carlos Drummond de Andrade)
- Indicam ironia.
“Um desses “oficiais” defensores da legalidade era o Capitão Virgulino Ferreira, o Lampião.” (Rachel de Queiroz)

Parênteses (    )

São usados para circunscrever uma reflexão, incluir um comentário paralelo ou encaixar uma explicação ou uma definição.
“Era um restaurante francês (tão francês que ficava na França) e perto da nossa mesa almoçava, sozinho, um homem ruivo.” (Luis Fernando Veríssimo)

Travessão ( ___ )

Possui duas funções: indicar o discurso direto e isolar palavras intercaladas em outros enunciados.
“- Será esse ano, replicou José Dias.
- Daqui a três meses.
- Ou seis.” (Machado de Assis)

Artigos de "Pontuação"