Regência do verbo “interessar”

O verbo “interessar” pode assumir diferentes sentidos que determinam sua regência específica em cada uma das acepções.

O verbo “interessar” pode assumir significados diversos e, portanto, possuir uma regência para cada um de seus sentidos. Veja:

1) Com o significado de “dizer respeito a”, “importar”, “ser proveitoso”, “ser do interesse de”, será verbo transitivo direto ou verbo transitivo indireto.

Exemplo:

Pensei que a compra os interessasse de imediato.

2) Nas acepções de “captar ou prender a atenção, a curiosidade”, “excitar-se”, o verbo é transitivo direto.

Exemplo:

A possibilidade da compra de um carro novo interessou-me de imediato.

3) No sentido de “ter interesse”, “tirar utilidade, lucro ou proveito”, o verbo pede um objeto indireto antecedido pela preposição em.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Exemplo:

Não havia ninguém que se interessasse no investimento.

4) Quando significa “atrair”, “provocar interesse ou a curiosidade de”, é um verbo transitivo direto e indireto.

Exemplo:

Foi fácil interessar-me pela compra de um carro novo.

5) Com o significado de “empenhar-se”, “tomar interesse por”, possui forma reflexiva e pede um objeto indireto antecedido pelas preposições “em” e “por”.

Exemplo:

Ela se interessou imediatamente pela compra do carro novo.

Na oração acima, o verbo “interessar” pede um objeto indireto, pois possui o sentido de “importar”
Na oração acima, o verbo “interessar” pede um objeto indireto, pois possui o sentido de “importar”
Publicado por: Mariana Rigonatto

Assuntos Relacionados