Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Substantivo
  4. Substantivos referentes a partes do corpo: flexionados ou não?

Substantivos referentes a partes do corpo: flexionados ou não?

A flexão representa algumas das peculiaridades que norteiam uma das classes gramaticais – os substantivos. Muitas vezes, por descuido ou até mesmo por falta de um conhecimento mais amplo acerca dos fatos linguísticos, atribuímos a um dado substantivo a flexão que a ele não é atribuída e, por sinal, os que representam partes referentes ao corpo humano ilustram um típico exemplo.

Assim, acerca dessa recorrente prática linguística, muitas vezes inadequada, falaremos um pouco, cujo intuito é proporcionar a você caro(a) usuário(a), o conhecimento que tanto lhe é importante, para não dizer necessário. Dessa forma, atenhamo-nos a algumas elucidações, abaixo descritas:

Quando a garota na sala entrou, todos levantaram as cabeças para observá-la.

Os estudantes do curso de ciências biológicas ficaram espantados ao estudar os cérebros dos fetos.

Mesmo que a ênfase seja dada a mais de uma pessoa, cabe nos conscientizarmos de que são órgãos do corpo humano demarcados somente por uma quantidade unitária, ou seja, temos somente uma cabeça, somente um cérebro, enfim... Nesse sentido, torna-se descabida tal flexão. Assim, retificando ambos os enunciados, temos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quando a garota na sala entrou, todos levantaram a cabeça para observá-la.

Os estudantes do curso de ciências biológicas ficaram espantados ao estudar o cérebro dos fetos.

Contudo, quando se trata de algumas partes demarcadas por pares, como, por exemplo, mãos, pés, olhos, dedos, torna-se perfeitamente compreensível que tais substantivos apareçam flexionados, assim como:

Durante a palestra, muitos participantes levantaram as mãos.

Ao perceberem que as meninas por ali passavam, todos ergueram os olhos.

Ainda enfatizando acerca das particularidades em questão, no caso de a referência aludir a somente uma das mãos, torna-se aceitável que esse substantivo seja expresso no singular, assim como nos aponta o exemplo que segue:

No momento em que houve uma pergunta, durante a palestra, alguns levantaram a mão para respondê-la.

Quando a garota passou, todos levantaram as cabeças para observá-la; ou seria: ... todos levantaram a cabeça?
Quando a garota passou, todos levantaram as cabeças para observá-la; ou seria: ... todos levantaram a cabeça?
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Assuntos Relacionados