Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Gramática
  3. Classe de palavras
  4. Preposição
  5. Usos particulares da preposição

Usos particulares da preposição

Imersos nos estudos linguísticos, dispomo-nos do privilégio de conhecer acerca das classes gramaticais, compostas por aquelas dez das quais já estreitamos alguns laços de familiaridade. Pois bem, falando sobre elas, elegemos apenas uma para ser o alvo dessa nossa discussão: a preposição. Assim, sua função é ligar termos demarcados em uma dada oração. Outro aspecto diz respeito ao fato de essa classe se apresentar como invariável, ou seja, diferentemente das demais que apresentam flexões, ela se mantém inalterada.

Pois bem, caro(a) usuário(a), depois de alguns conceitos previamente relembrados, partamos para o que nos interessa em específico, os usos particulares da preposição. Nesse sentido, ei-los aqui, ressaltados de forma particular:

Cumpre, afirmar, antes de tudo, que a depender de algumas estruturas, a preposição possui conteúdo de valor significativo; em outras, ela se apresenta com sendo vazia de significado. Vejamos então acerca desses pressupostos:

* Exemplos em que a preposição se constitui de valor dotado de significado:

Viajei com eles, meus familiares.

Viajei sem eles, meus familiares.

Em alguns momentos, ela se mostrou contra ele.

Em alguns momentos, ela se mostrou com ele.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Deixei o material sobre a carteira.

Deixei o mateial sob a carteira.

Em breve sairemos de Brasília.

Em breve sairemos para Brasília.

*Exemplos em que a preposição se apresenta vazia de significado, demarcados por apenas dois:

- O uso da preposição e os termos por ela ligados já se incorporaram de tal forma que passaram a ser concebidos como palavras compostas, ou seja, essa ligação já não é mais percebida:

O Rio de Janeiro é considerado a cidade maravilhosa.

- Em alguns casos, a ausência da preposição em nada afeta o sentido global da mensagem, haja vista que em termos linguísticos a presença de conectivos encontra-se atrelada à exigência de determinados verbos ou nomes

Fomos ao cinema e assistimos a um ótimo filme. (assistimos um ótimo filme)

Pareço ter a impressão de que ela virá em breve. (impressão que ela virá em breve)

Lembrando, longe de quaisquer questionamentos, que a ausência de significado da preposição possibilita construções no âmbito da linguagem coloquial, como ocorreu nos exemplos acima.

Aspectos específicos demarcam os usos particulares da preposição
Aspectos específicos demarcam os usos particulares da preposição
Publicado por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Assuntos Relacionados