Civilização Nasca

Paralelamente às civilizações da Antiguidade Clássica (Roma e Grécia), existiam na América do Sul, antes de Cristo, várias civilizações. Dentre elas estavam os nasca, que ficaram conhecidos como povos pré-colombianos (ou seja, que viveram na América antes da conquista dos europeus no século XV). 

A civilização nasca se desenvolveu no litoral sul do atual Peru e sua cultura foi prevalecente em torno da cidade de Cahuachi, considerado centro religioso e político. Os nasca foram grandes matemáticos e arquitetos, construíram pirâmides e grandes templos religiosos.

A sociedade nasca era teocrática (governada pelo poder religioso) e seu ápice cultural ocorreu entre os anos de 100 a.C. e 700 a.C. Porém, por motivos não esclarecidos, a população nasca abandonou a cidade de Cahuachi e construiu outras cidades em diferentes regiões do atual Peru.

Os nasca desenvolveram variados objetos de cerâmica, artigos de ouro e tecidos de algodão. Contudo, os gigantescos desenhos de animais, plantas e formas geométricas construídos com pedras representam um dos mais importantes e ainda intrigantes feitos realizados pelos nasca. Pela sua proporcionalidade, o conjunto de obras nasca somente pode ser visto do alto do céu.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Vista aérea: aranha nasca com 42 metros de comprimento
Vista aérea: aranha nasca com 42 metros de comprimento

A arte nasca se estende por um perímetro de 50 quilômetros de comprimento por 15 quilômetros de largura, cruzando diferentes cidades na região. Os desenhos de maior tamanho são um pássaro com quase 300 metros; um lagarto de 180 metros; um macaco, um condor e um pelicano, todos com 135 metros; e uma aranha com 42 metros.

Vista aérea: macaco nasca com 135 metros de extensão e pássaro nasca com 300 metros de comprimento
Vista aérea: macaco nasca com 135 metros de extensão e pássaro nasca com 300 metros de comprimento

Até os dias atuais, diversos pesquisadores não chegaram a um consenso em relação aos significados dos desenhos feitos entre os anos de 400 e 650 a.C. São várias as interpretações sobre os desenhos, desde religiosas até alienígenas. Muitos pesquisadores se perguntam como os nasca conseguiram desenhar enormes formas de animais e plantas com uma similaridade e com proporções tão precisas.

Ao fundo, na montanha, hieróglifos nasca
Ao fundo, na montanha, hieróglifos nasca
Publicado por: Leandro Carvalho

Assuntos Relacionados