O indígena

Algumas representações do índio produzidas pelo artista holandês Albert Eckhout.
Algumas representações do índio produzidas pelo artista holandês Albert Eckhout.

Ao aportarem em terras brasileiras, os colonizadores portugueses tomaram ciência de que as terras brasileiras eram habitadas muito antes de sua chegada. Os índios compunham uma vasta população com cerca de aproximadamente cinco milhões de indivíduos. Eram divididos em diferentes povos entre os quais podemos destacar os tupinambás, guaranis, potiguares, xavantes, caiapós, jês e arauaques. Além disso, possuíam diferentes línguas e práticas culturais.

As primeiras informações que temos sobre essa imensa população foram produzidas pelos cronistas que chegaram ao território brasileiro a partir do século XVI. Segundo consta, os tupi-guaranis – povo de grande predomínio na região litorânea – formavam aldeias com cerca de 700 habitantes divididos em grandes casas dispostas em formato semi-circular ou circular. Em seu dia a dia, utilizavam diversos utensílios feitos de barro, madeira, pedra e ossos.

Essas populações vivam da coleta dos recursos oferecidos pelo próprio meio ambiente e, em determinados casos, da prática da agricultura. Entre os gêneros alimentícios mais cultivados podemos destacar o milho, a mandioca, o amendoim, a batata-doce, a pacova, o abacaxi e outros tipos de planta. Para complementar a sua alimentação, os índios também desenvolveram excelentes técnicas destinadas à prática da caça e da pesca.

A organização social de boa parte das populações indígenas do Brasil não contava com a presença de um líder comunitário ou do próprio Estado. Apesar de não existir um líder político, muitos povos contavam com grandes guerreiros e pajés que se tornavam uma grande referência para aquela população. Não havia distinção de classes sociais, tendo apenas na divisão dos trabalhos cotidianos a separação das tarefas masculinas e femininas.

Apesar de serem taxados de selvagens pelos nossos colonizadores, os povos indígenas acumulavam um amplo grupo de conhecimentos ao longo de sua existência. Muitos classificavam as estrelas, realizavam a previsão das chuvas e reconheciam a influência da lua na variação das marés. No campo da saúde, sabiam distinguir as plantas que tinham poder curativo daquelas que poderiam ser utilizadas para a fabricação de poderosos venenos.

Alguns desses povos também contavam com complexas técnicas de artesanato, o que permitiu o desenvolvimento de uma extensa cultura material. Esteiras, urnas funerárias, jarros, redes e cestos eram alguns dos objetos desenvolvidos a partir desse saber acumulado pelos indígenas. No campo religioso, observava-se a realização de diferentes rituais que marcavam a adoração de algum elemento da natureza ou entidade espiritual superior.

Mesmo tendo sido duramente perseguidos e escravizados durante todo o período colonial brasileiro, os índios exerceram papel fundamental na constituição de nossa sociedade contemporânea. Além dos costumes e expressões incorporadas ao nosso cotidiano, devemos também salientar que os próprios colonizadores se valeram do auxílio de algumas tribos para sobreviverem às adversidades impostas pelo território colonizado.


Por Rainer Sousa
Mestre em História

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados