Batalha de Khalkhin Gol

A Batalha de Khalkhin Gol foi um enfrentamento militar que foi travado entre soviéticos e japoneses entre maio e agosto de 1939, pouco tempo antes da Segunda Guerra Mundial.

Batalha de Khalkhin Gol
Imagem de soldados soviéticos que atuaram na Batalha de Khalkhin Gol em 1939*

A batalha de Khalkhin Gol foi um enfrentamento que aconteceu em uma região fronteiriça da Mongólia com a Manchúria (China) entre maio e agosto de 1939. Tropas soviéticas e mongóis lutaram contra as tropas do Exército Kwantung (Japão). Apesar de ser pouco conhecido, seu desfecho foi extremamente importante para os rumos da Segunda Guerra Mundial.


Antecedentes

A batalha de Khalkhin Gol foi resultado da tensão que existia entre a União Soviética e o Japão durante a década de 1930. A rivalidade entre as duas nações vinha em crescimento desde que a Guerra russo-japonesa foi disputada entre 1904 e 1905. Essa tensão cresceu à medida que a presença japonesa na Manchúria foi aumentando.

Além das guerras travadas no passado, havia uma disputa fronteiriça entre japoneses e mongóis. Em 1924, a Mongólia transformou-se em uma nação comunista e, com o estabelecimento dos japoneses na Manchúria, uma antiga disputa de fronteira foi reacendida. Essa questão fronteiriça envolvia territórios que iam do rio Halala até um vilarejo chamado Nomonhan. Negociações haviam sido conduzidas a partir de 1935, mas não tinham obtido sucesso, e o impasse permaneceu.

A rivalidade ideológica entre os dois regimes também explica a tensão entre Japão e União Soviética. O Japão era uma nação autoritária, extremamente conservadora e militarista. Em 1936, juntou-se ao Pacto Anticomintern, ou seja, colocava-se na luta contra o regime comunista da União Soviética. Parte da sociedade nipônica, inclusive, considerava o confronto contra a União Soviética algo necessário e inevitável.

A tensão que existia entre as duas nações já se evidenciara em um conflito que recebeu o nome de Incidente Changkufeng, ou batalha do Lago Khasan, que aconteceu entre julho e agosto de 1938, em uma região nas proximidades de Vladivostok, na fronteira da União Soviética com a Coreia.


Batalha de Khalkhin Gol

Apesar da alta tensão que existia entre os dois países, sobretudo na região fronteiriça da Mongólia com a Manchúria, a ordem do governo para as tropas japonesas era de evitar o enfrentamento com as tropas soviéticas.

A batalha de Khalkhin Gol iniciou-se em maio de 1939, quando tropas japoneses iniciaram um ataque contra tropas mongóis que se estabeleceram próximo a Nomonhan. A cavalaria mongol havia cruzado o rio Halala para que seus cavalos pudessem pastar nas estepes e foram recebidos com fogo pelos japoneses.

A cavalaria mongol bateu em retirada. Duas semanas depois os soviéticos responderam à agressão enviando reforços, que conquistaram Nomonhan em junho de 1939. Com isso, japoneses e soviéticos começaram a se preparar para os desdobramentos de um grande confronto entre si. Os soviéticos designaram Georgy Zukov para organizar suas defesas, e os japoneses designaram Komatsubara Michitaro.

Os japoneses organizaram ataques aéreos contra os soviéticos e conseguiram avanços importantes no campo de batalha. No entanto, secretamente, os soviéticos colocavam em prática uma estratégia conhecida como maskirovka. Na prática, os soviéticos passavam a impressão de que estavam fortalecendo suas defesas, mas, às escuras, reforçavam suas tropas com milhares de soldados para um ataque.

Com essa estratégia, os soviéticos conseguiram mobilizar mais de 50 mil soldados sem que os japoneses percebessem. O ataque russo começou em 20 de agosto de 1939, com os mais de 50 mil soldados, além de centenas de aviões de guerra e de blindados (tanques). O ataque soviético ocorreu com a infantaria atacando os japoneses pela frente, enquanto a cavalaria mongol e os blindados soviéticos atacaram os japoneses pela retaguarda.

Os japoneses, em vez de recuar, optaram por enfrentar o ataque soviético, o que lhes custou caro. No final de agosto, os japoneses haviam amargado mais de 61 mil baixas (entre mortos e feridos). Os soviéticos tiveram “apenas” 23 mil baixas. Por causa da derrota no campo de batalha e da assinatura do pacto de não agressão entre União Soviética e Alemanha, o Japão colocou fim às hostilidades com os soviéticos em Khalkhin Gol.


A importância da Batalha de Khalkhin Gol

Apesar de ser pouquíssimo conhecida, a batalha travada entre soviéticos e japoneses na região de Khalkhin teve importância gigantesca e redefiniu a estratégia internacional do Japão para os anos seguintes durante a Segunda Guerra Mundial. Para compreendermos isso, precisamos conhecer as tendências que existiam no Japão no pré-guerra.

Antes da guerra, havia duas tendências fortes nos quadros governamentais do Japão: um grupo defendia a guerra ao norte e a luta contra a União Soviética e o comunismo. Outro grupo defendia a guerra ao sul e a luta contra os Estados Unidos e a invasão das colônias britânicas, francesas e holandesas no Sudeste da Ásia.

Acesse também: Segunda Guerra Mundial na Ásia

Em face da derrota sofrida pelos japoneses em Khalkhin, o grupo que defendia a luta ao norte saiu enfraquecido e, com isso, quando a guerra começou, optou-se por realizar o ataque ao sul. Além disso, no contexto da Operação Barbarossa, caso a União Soviética fosse atacada pelo Japão, as tropas soviéticas teriam sido divididas e a resistência contra os alemães teria sido menos eficiente.

*Créditos da imagem: IgorGolovniov e Shutterstock

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados