Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. História Geral
  3. Idade Contemporânea
  4. Guerra Civil Espanhola

Guerra Civil Espanhola

A Espanha, no início do século XX, era uma monarquia que possuía um grande déficit em sua economia. Nesse mesmo período vários grupos políticos surgiam para fazer oposição ao regime monárquico. Socialistas, anarquistas e comunistas defendiam desde a melhoria das condições de trabalho até a extinção de qualquer forma de governo instituído.

Em meio à violência das manifestações populares, a monarquia tentou contornar a crescente instabilidade com a intervenção militar. Nesse processo, o general Primo de Rivera tornou-se líder máximo do governo espanhol. A repressão do governo militar foi respondida com o repudio violento da população, que em 1930 conseguiu dar fim ao mandato de Primo Rivera.

Percebendo a insustentabilidade da monarquia, o então rei Alfonso XIII deixa o trono dando espaço para a fundação do governo republicano. Sob o comando de Niceto Alcalá Zamora a república espanhola não conseguiu aproximar-se dos diferentes grupos políticos do período. Nos anos 30 observou-se uma divisão dos grupos políticos de direita e esquerda em duas grandes representações: a Frente Popular, comandada pelos comunistas; e a Falange Espanhola Tradicionalista, que agrupava os grupos ultraconservadores facistas espanhóis.

Ao longo dessa época os conflitos entre comunistas e fascistas instalou um clima de guerra civil na Espanha. Aproveitando a guerra civil, o chefe do Estado-Maior e integrante da Falange, Francisco Franco, convocou tropas contra as forças comunistas. No plano exterior, Franco teve apoio militar dos governos nazi-fascistas de Hitler e Mussolini. Do lado dos comunistas, as Brigadas Internacionais lideradas pela Internacional Comunista, formaram exércitos favoráveis aos grupos de esquerda.

Os longos conflitos deixaram o país vivendo uma situação de caos e horror. Cerca de um milhão de espanhóis foram mortos durante as batalhas que se estenderam até 1938. No fim, Francisco Franco subiu ao poder com o apoio dos nazi-fascistas europeus. Além de reprimir os movimentos de esquerda na Europa, o envolvimento da Alemanha e da Itália no conflito servia de preparativo para os vindouros conflitos da Segunda Guerra Mundial.

Por Rainer Sousa
Mestre em História

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
A destruição causada pelos conflitos da Guerra Civil Espanhola.
A destruição causada pelos conflitos da Guerra Civil Espanhola.
Publicado por: Rainer Gonçalves Sousa
Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto

Assuntos Relacionados