Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Matemática
  3. Estudo das Probabilidades
  4. Matemática e o surgimento dos Seguros

Matemática e o surgimento dos Seguros

Entendemos por “seguro” um contrato firmado entre partes, onde uma delas fica obrigada, mediante pagamento, ressarcir ou indenizar a outra em caso de perigo ou prejuízo eventual. Atualmente, as empresas seguradoras atuam no âmbito dos seguros de vida, carros, motos, empresariais, residenciais, entre outros. Registros indicam que o surgimento do seguro se deu entre os comerciantes marítimos mesopotâmicos e fenícios, em decorrência de problemas relacionados a roubos e acidentes de percurso. Assim sendo, os seguros se estenderam e foram utilizados desde o período medieval até os dias atuais.

Não se sabe ao certo como eram calculadas as alíquotas referentes ao contrato do seguro, mas temos a certeza de que um dos principais motivos, era baseado na probabilidade dos acontecimentos envolvendo acidentes. Caso em uma rota marítima, fosse registrado um alto índice de acidentes, com certeza o preço da alíquota cobrada seria acima da média estipulada.

Fica evidente a presença da Matemática nas mais variadas situações cotidianas, e é notório que de certa forma, os cálculos probabilísticos e os quesitos reguladores dos valores das taxas de seguro foram reorganizados, na medida em que a expansão do comércio marítimo atingia outros povos. A relação entre a questão das rotas, os altos índices de acidentes e taxas de seguros mais elevadas, pode ser comparada com situações presentes. Caso ocorram índices crescentes de roubo a um determinado modelo de veículo, com certeza as seguradoras se resguardarão financeiramente, elevando o valor do seguro relacionado a esse modelo automobilístico Portanto, o modelo de atuação das seguradoras mantém de certa forma, obedecendo a um padrão empírico.

Por volta do séc. XII, foi elaborado o primeiro contrato de apólice de seguros, que se assemelhava muito aos moldes atuais. Desse ponto em diante, o ramo dos seguros cresceu de forma satisfatória, e com a ajuda da teoria das probabilidades proposta por Pascal, coligada com os estudos estatísticos, os valores cobrados tornaram-se mais justos de acordo com o propósito do segurado.

Após a Revolução Industrial, a produção artesanal decrescia sistematicamente, e o trabalho manual cedia espaço às indústrias num modelo de produção em massa. Com essa nova tendência mundial, os modelos de seguros individuais deram lugar aos contratos de seguro coletivos e à criação das grandes companhias seguradoras.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Relação entre probabilidade e seguro
Relação entre probabilidade e seguro
Publicado por: Marcos Noé Pedro da Silva

Assuntos Relacionados