Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Psicologia
  3. Homossexualidade

Homossexualidade

A homossexualidade é uma característica de quem sente atração física, emocional e espiritual por outras pessoas do mesmo sexo. O termo homossexual foi criado por um jornalista austro-húngaro chamado Karl-Maria Kertbeny em 1868, acredita-se que desde a antiguidade já existiam pessoas com tal característica.

Em 1970, os psiquiatras afirmavam que a homossexualidade era uma doença mental causada por processos fisiológicos, por desvios da orientação sexual e ainda por má formação e identificação sexual. Em 1993, o termo foi mundialmente retirado da lista de doenças mentais, já que não haviam provas que confirmassem a veracidade do pronunciamento, e foi declarado que a homossexualidade era uma forma natural de desenvolvimento sexual.

Na atualidade existem vários estudos biológicos e psicológicos que buscam respostas acerca da origem da homossexualidade. Ainda não há respostas definitivas para tais, mas o doutor Dean Hamer, geneticista e diretor de uma unidade de estrutura e regulação genética situada nos Estados Unidos, defende a existência de um gene responsável pela característica homossexual, para esse, deu o nome de Gay1. Foi bem recebido e celebrado por alguns cientistas e criticado por outros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O Conselho Federal de Psicologia estabeleceu normas para os profissionais desta área, esses devem esclarecer que a homossexualidade não é doença psicológica, mas se porventura o homossexual apresentar algum desgaste ou distúrbio psicológico por não aceitar sua condição ou por não agüentar o preconceito, esse deve ser tratado e orientado com a finalidade de aceitar-se da forma como é, bem como buscar maneiras de viver de forma positiva mesmo em face ao preconceito.

Existem ainda hoje inúmeras manifestações acerca da homossexualidade, mas ainda não é possível estabelecer uma “causa” para esta, pois não há nenhuma comprovação científica para tal característica.

Assuntos Relacionados