Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Psicologia
  3. Luto

Luto

Diante da morte de um ente querido, os adultos por desconhecerem o psiquismo infantil, não favorecem o entendimento e o processo de luto diante da perda, pois a morte ainda é um tabu para a nossa sociedade e na maioria das vezes os adultos não conseguem aceitar a idéia da morte.

A criança tem condições de construir o conceito de morte à medida que ocorre o desenvolvimento cognitivo. A forma como as crianças reagem ante a morte de um de seus progenitores depende da criação que receberam antes da perda. Pais que expuseram os filhos a situações de perdas significativas favorecem maiores recursos internos para que a criança lide com essa situação.

A forma como é comunicada a morte para a criança também é algo importante para o processo de elaboração de luto, é necessário evitar expressões como: "descansou", que leva a criança a fantasiar a volta da pessoa.

As crianças podem ser mais feridas pela negação da morte, por parte dos adultos, do que pela exposição à experiência da perda, uma vez que esta negação pode bloquear o processo de luto.
As crianças podem ser mais feridas pela negação da morte.
As crianças podem ser mais feridas pela negação da morte.
Publicado por: Patrícia Lopes Dantas

Assuntos Relacionados