Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Psicologia
  3. Transtorno de Déficit de Atenção

Transtorno de Déficit de Atenção

Transtorno de Déficit de Atenção
O transtorno de déficit de atenção causa desatenção.
O transtorno de déficit de atenção é uma disfunção neurológica que pode ocorrer em qualquer faixa etária. Ocorre no córtex pré-frontal quando os neurotransmissores dopaminérgicos e noradrenérgicos realizam suas atividades de forma alterada. Apesar de não serem conhecidas as causas dessa disfunção, acredita-se que são estimuladas por anormalidades estruturais e ainda por disfunções neuroquímicas nas localidades subcortiais parientais e frontais.

O córtex pré-frontal, nesse sentido, realiza o inverso de sua atividade, ou seja, ao invés de ligar os neurotransmissores cerebrais, o córtex os faz permanecerem desligados fazendo com que seu desempenho seja reduzido substancialmente. Na busca pela melhoria de seus desempenhos (independente da área a ser trabalhada) os indivíduos com déficit de atenção buscam conflitos para estimular o seu cérebro utilizando outras pessoas para que percam o equilíbrio emocional e passem a gritar com eles para que tais comportamentos estimulem a atividade cerebral.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os principais sinais que aparecem em indivíduos com déficit de atenção são: inquietude, impulsão, hiperatividade, pouca coordenação motora, dificuldade em permanecer calado, desatenção em atividades intelectuais, fácil distração, lentidão, desorganização, dificuldade em lidar com as emoções, apatia, dificuldade em esperar sua vez de falar ou de se expressar, dificuldade em ser ouvinte, dificuldade em continuar e terminar coisas iniciadas.

O tratamento para indivíduos com tal disfunção consiste na administração de terapias medicamentosas, terapias não medicamentosas, além do auxílio familiar que não deve entrar em conflito com o indivíduo.

Assuntos Relacionados