Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. Banho de espumas: a orgânica explica

Banho de espumas: a orgânica explica

É só ligar uma banheira e logo aparecem elas: de formato suave, cheiro agradável e que possui a propriedade de relaxar o corpo, além de promover a higienização.

A espuma pode ser derivada do sabão, detergente, xampu, em geral de materiais orgânicos que passam por uma agitação. Elas são um conjunto de bolhas gasosas envolvidas por uma camada líquida.

Daí você pode se perguntar: por que as bolhas só ficam em cima da água? As moléculas de espuma são hidrofóbicas, isso explica tudo, elas têm pavor à água e quando entram em contato com ela, tendem a se afastar o mais rápido possível. A espuma flutua em cima da água, por que neste local a tensão superficial cria buracos que permitem a presença de moléculas. A tensão superficial da água é enorme, essa tensão é responsável por unir as moléculas de água, mas em alguns pontos ela se torna mais fraca (parte superior do líquido).

Mas se engana quem pensa que a espuma aparece só através do sabão, como já foi dito, ela tem origem de materiais orgânicos e é por isso que no mar, por exemplo, as ondas se quebram na praia e é formada uma camada de espuma em razão dos compostos orgânicos presentes na água. A poluição também é responsável pela formação de espumas, os rios poluídos são identificados pela espessa camada de espuma formada pelo despejo de detergentes industriais e outras impurezas.

O tamanho das bolhas na espuma pode variar, sendo que podemos encontrá-las em tamanhos minúsculos na forma de uma massa, como é o caso do creme de barbear. Quanto menores forem as bolhas, mais densa (cremosa) será a espuma, e podemos encontrá-las na forma sólida também, a espuma de estireno é um exemplo, ela é mais conhecida como isopor.
 A espuma do mar: materiais orgânicos presentes.
A espuma do mar: materiais orgânicos presentes.
Publicado por: Líria Alves de Souza
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados