Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química nuclear
  4. Bomba de dispersão radiológica

Bomba de dispersão radiológica

Uma bomba de dispersão radiológica, vulgarmente chamada de bomba suja, é um dispositivo muito simples que, como o próprio nome já diz, dispersa material radioativo.

A bomba suja é uma combinação de efeito explosivo com danos radioativos. Em termos de economia é uma ótima opção, uma vez que é feita de modo rústico e com materiais de baixo custo, por outro lado, ela não alcança os mesmos efeitos das demais bombas nucleares.

Princípio de ativação

Usar a expansão de gás como um meio de propulsão para o material radioativo não pareceu uma má ideia para os projetores de bombas. Dessa forma seria possível espalhar material radioativo por extensas áreas, pois é exatamente isso que a bomba de dispersão faz.

Quando o explosivo é liberado, o material radioativo se espalha com grande força e por isso alcança uma distância considerável. A nuvem de poeira que se forma é visível e, ao ser transportada pelo vento, atinge uma área maior do que a da própria explosão.

A força destrutiva da bomba está na radiação ionizante do material contido nela. As partículas alfa e beta, os raios gama e raios-X, constituem tal efeito ionizante. Tal radiação possui energia suficiente para causar danos ao homem a longo prazo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Por Líria Alves
Graduada em Química

Veja mais!
Variantes da bomba atômica – conheça outras armas nucleares.

Combinação de efeito explosivo com danos radioativos.
Combinação de efeito explosivo com danos radioativos.
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados