Cálculos envolvendo crioscopia

Os cálculos envolvendo crioscopia utilizam como forma de concentração principal a molalidade. Em caso de soluto iônico, leva-se em consideração ainda o fator de Van't Hoff.

Os cálculos envolvendo crioscopia são importantes, pois auxiliam na determinação de diversos aspectos relacionados à solução e a seus componentes, como:

  • Massa do soluto: m1 (em g);

  • Massa do solvente: m2 (em Kg);

  • Constante crioscópica do solvente: Kc (em oC mol/Kg);

  • Molalidade: W (em mol/Kg);

  • Massa molar do soluto: M1 (g/mol);

  • Variação da temperatura de congelamento do solvente: Δϴ (em oC);

  • Temperatura de congelamento do solvente: ϴ2 (em oC);

  • Temperatura de congelamento do solvente na solução: ϴ (em oC).

Esses aspectos estão presentes na expressão geral para os cálculos envolvendo crioscopia, proposta abaixo:

Δϴ = Kc.W

Como o Δϴ é a variação entre a temperatura de congelamento do solvente e a temperatura de congelamento do solvente na solução, podemos reescrever a expressão da seguinte maneira:

ϴ2- ϴ = Kc.W

A molalidade (W) pode ser expressa ainda por:

W =   m1      
     M1.m2

Assim, a expressão para os cálculos que envolvem crioscopia pode ser escrita de uma forma mais genérica:

ϴ2- ϴ = Kc.m1
            M1.m2

Porém, se o soluto utilizado no preparo da solução é iônico, de acordo com Van't Hoff, há um aumento considerável na quantidade de partículas dispersas no solvente, o que aumenta significativamente o efeito coligativo. Assim, caso o soluto seja iônico, devemos utilizar a expressão para cálculos envolvendo crioscopia com a presença do fator de Van't Hoff (i), da seguinte forma:

Δϴ = Kc.W.i

A fórmula para determinar o fator de correção (i) é dada da seguinte maneira:

i = 1 + α.(q-1)

Nessa fórmula:

  • α = grau de dissociação do soluto;

  • q = número de partículas, em mol, liberadas ou produzidas pelo soluto quando se dissocia ou se ioniza.

1º Exemplo: Qual é o ponto de solidificação de uma solução que apresenta concentração igual a 3 molal de sulfato de alumínio (sal que apresenta um grau de dissociação de 80%)? Dados: Kc da água igual a 1,86 oC mol/Kg; ponto de fusão da água = 0 oC.

Os dados fornecidos pelo exercício foram:

  • Kc da água: 1,86 oC mol/Kg

  • Concentração molal (W): 3 molal

  • Grau de dissociação do soluto: 80%, ou 0,8 após dividir por 100

  • Temperatura de congelamento da água na solução (ϴ): ?

  • Temperatura de congelamento da água (ϴ2): 0 oC

  • Fórmula do sal: Al2(SO4)3

Para determinar a massa do soluto presente na solução, devemos realizar os seguintes passos:

1º Passo: Determinar o fator de correção de Van't Hoff, pelo fato de o soluto ser iônico.

Para isso, devemos utilizar o grau de ionização fornecido (0,8) e o número de partículas oriundas da dissociação do sal (5, já que ele apresenta 2 cátions Al+3 e 3 ânions SO4-2), na expressão para o cálculo do fator de Van 't Hoff:

i = 1 + α.(q-1)

i = 1 + 0,8.(5-1)

i = 1 + 0,8.(4)

i = 1 + 3,2

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

i = 4,2

2º Passo: Utilizar os dados fornecidos pelo exercício e encontrados no passo anterior na expressão para cálculo envolvendo crioscopia.

Δϴ = Kc.W.i

ϴ2- ϴ = Kc.W.i

0- ϴ = 1,86.3.4,2

-ϴ = 23,436.(-1)

ϴ = - 23,436 oC

2º Exemplo: (IME-RJ) Uma solução contendo 0,994g de um polímero, de fórmula geral (C2 H4)n, em 5,00 g de benzeno, tem ponto de congelamento 0,51 ºC mais baixo que o do solvente puro. Determine o valor de n.

Dado: Constante crioscópica do benzeno = 5,10 ºC/molal

Dados fornecidos pelo exercício:

  • Kc do benzeno: 5,10 oC mol/Kg

  • Massa do benzeno: 5 g ou 0,005 Kg (após dividir por 1000)

  • Massa do polímero (soluto): 0,994g (m1)

  • Variação na temperatura de congelamento da água na solução (ϴ): 0,51 oC

  • Fórmula do polímero: (C2 H4)n

Para determinar o valor de n na fórmula molecular do polímero, devemos fazer os seguintes passos:

1º Passo: Determinar a massa molar do soluto, o polímero (C2H4)n.

Para isso, basta multiplicar a massa do elemento pela quantidade de átomos na fórmula e, em seguida, somar os resultados:

M1 = (2.12 + 4.1).n

M1 = (24 + 4)n

M1 = (28)n

2º Passo: Utilizar todos os dados fornecidos na expressão para cálculo envolvendo crioscopia.

Δϴ = Kc.W

Δϴ = Kc.m1
        M1.m2

0,51 = 5,1.0,994
       (28).n. 0,005

0,0714n = 5,0694

n = 5,0694
     0,0714

n = 71

3º Exemplo: (UCS-RS) O etilenoglicol, C2H4(OH)2, é colocado nos radiadores de carros, em países de clima muito frio, para evitar o congelamento da água, o que ocasionaria a ruptura do radiador quando a temperatura ficasse abaixo de 0 ºC. A massa de etilenoglicol a ser adicionada, por quilograma de água, para que a solidificação só tenha início a –37,2 ºC, é de:

Dado: Constante criométrica da água (Kc) = 1,86 oCmol/Kg.

a) 0,1 kg.

b) 1 kg.

c) 3,33 kg.

d) 1 240 g.

e) 640 g.

Os dados fornecidos pelo exercício foram:

  • Kc da água: 1,86 oC mol/Kg

  • Massa de água: 1 Kg

  • Massa do etilenoglicol (m1): ?

  • Temperatura de congelamento da água na solução (ϴ): -37,2 oC

  • Temperatura de congelamento da água (ϴ2): 0 oC

  • Fórmula do etilenoglicol: C2H4(OH)2

Para determinar a massa do soluto presente na solução, devemos realizar os seguintes passos:

1º Passo: Determinar a massa molar do soluto, o etileno glicol [C2H4(OH)2].

Para isso, basta multiplicar a massa do elemento pela quantidade de átomos na fórmula e, em seguida, somar os resultados:

M1 = 2.12 + 4.1 + 2.16 + 2.1

M1 = 24 + 4 + 32 + 2

M1 = 62 g/mol

2º Passo: Utilizar todos os dados fornecidos na expressão para cálculo envolvendo crioscopia.

Δϴ = Kc.W

ϴ2- ϴ = Kc.m1
            M1.m2

0-(-37,2) = 1,86.m1
                   62.1

37,2.62 = 1,86.m1

2306,4 = 1,86.m1

m1 = 2306,4
        1,86

m1 = 1240 g

Símbolos utilizados para representar a variação da temperatura de congelamento na crioscopia
Símbolos utilizados para representar a variação da temperatura de congelamento na crioscopia
Publicado por: Diogo Lopes Dias

Assuntos Relacionados