Classificação das Bases

Toda substância que, em solução aquosa, sofre dissociação liberando íons OH- é definida como sendo base.

Você pode classificar uma base usando vários critérios, entre eles o número de hidroxilas que as compõe, pela solubilidade ou ainda pelo grau de dissociação.

1. Conte o número de hidroxilas

Monobases: bases que apresentam um grupo OH-. Exemplos: AgOH (hidróxido de prata), NaOH (hidróxido de sódio).

Dibases: bases que se caracterizam pela presença de dois grupos OH-. Exemplos: Ba(OH)2 (hidróxido de bário), NiOH2 (hidróxido de níquel).

Tribase: a presença de três grupos OH- caracteriza esta base. Exemplo: Fe(OH)3 (hidróxido de ferro).

Tetrabase: esta base conta com quatro grupos OH- em sua composição. Exemplo: Mn(OH)4 (hidróxido de manganês).

2 – Compare a “solubilidade” em água

Os metais possuem uma ordem crescente de solubilidade representada a seguir:


Para classificar as bases usando o critério “solubilidade” basta saber a que família seus componentes pertencem.

Exemplos:

- base NaOH (hidróxido de sódio): o sódio pertence à família dos metais alcalinos, portanto a base correspondente se apresenta solúvel em água.

- base Ca (OH)2 - hidróxido de cálcio: o cálcio é um metal alcalino terroso e por isso a base apresenta pouca solubilidade em água.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Pb (OH)4 - hidróxido de chumbo: base insolúvel.

Observação: a solubilidade está relacionada à condução de corrente elétrica numa solução básica. Quanto mais solúvel uma base, maior será sua facilidade em conduzir corrente elétrica.

3 – Descubra se a base é fraca ou forte através do “Grau de dissociação”

Essa classificação se relaciona também com a solubilidade: quanto mais solúvel for uma base, maior será seu grau de dissociação, sendo, portanto, considerada uma base forte:

Elevado grau de dissociação → Base solúvel → base forte
Baixo grau de dissociação → Base insolúvel → base fraca

Exemplos:

Base fraca: NH4OH (hidróxido de amônio)
Base forte: NaOH (hidróxido de sódio).

A força da base influi sobre seu comportamento em meio à eletrólise: bases fortes são boas condutoras de eletricidade, já as bases fracas constituem eletrólitos ruins.

Vamos então classificar uma base de acordo com os três critérios demonstrados, por exemplo, a monobase NaOH (hidróxido de sódio) é solúvel em água, apresenta elevado grau de dissociação e por isso é considerada uma base forte.

Artigo relacionado
Teste agora seus conhecimentos com os exercícios deste texto
Assista às nossas videoaulas

Assuntos Relacionados