Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Inorgânica
  4. Classificação dos vidros

Classificação dos vidros

Antes de conhecer uma variedade de Vidros atente-se para sua definição: material obtido através do resfriamento brusco de líquidos superaquecidos até o ponto de rigidez.

A composição dos vidros pode variar, mas em geral possuem 96 % de sílica, o restante de componentes é adicionado para proporcionar propriedades específicas e individuais, como por exemplo, resistência.

Os vidros se diferem entre si quanto a seus componentes ou processo de obtenção. Se um vidro for obtido de forma artesanal (através do sopro) recebe a classificação de Antique. Esse não é um vidro muito atraente, possui uma superfície irregular (embora lisa), contém bolhas, ranhuras e espessura não uniforme.

O processo que permite obter o vidro temperado (mais resistente) se baseia no choque térmico: aquecimento do líquido (fusão da sílica) e consequente resfriamento. O abaixamento de temperatura instantâneo confere às moléculas que formam o vidro um rearranjo espacial (reorganização que torna sua estrutura molecular mais unida).

Só para se ter uma ideia, o vidro cristal temperado é 100 vezes mais resistente ao choque e temperaturas altas que um vidro comum. Aplicações: em portas de entrada, vidro de segurança em janelas, box, divisórias, tampos de mesa, etc. Outra vantagem desse tipo de vidro é que se houver quebra ele se despedaça totalmente, característica que evita acidentes com pontas cortantes.

Em relação à composição, os vidros se classificam em:

Vidro boro-silicato: a junção da sílica ao elemento Boro torna o vidro termo resistente, ou seja, resistente ao fogo. Aplicação: utensílios domésticos (panelas).

Vidro sódio-cálcico: como o próprio nome já diz, são obtidos a partir da adição de sódio e cálcio à sílica. Esses ingredientes proporcionam maior resistência ao material. Aplicação: usados em embalagens (frascos, garrafas) e em vidros de carro.

Vidro do tipo cristal: é menos resistente, contém 24 a 32 % de óxido de chumbo. Aplicação: usado para fabricar taças, copos e peças artesanais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!

Vidro à prova de bala

Vidro para Box: qual o seu diferencial?
Vidro para Box: qual o seu diferencial?
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados