Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Orgânica
  4. Polímeros
  5. Constituição e aplicações do polímero ABS

Constituição e aplicações do polímero ABS

O polímero ABS é na realidade um copolímero, ou seja, é obtido a partir de reações de adição de monômeros diferentes. Assim, ele é obtido em laboratório, sendo um tipo de borracha sintética.

Ele é chamado por essa sigla “ABS” por causa da sua constituição. Ele é formado pela união de três monômeros diferentes, que são: acrilonitrila (A), but-1,3-dieno (B), também chamado de eritreno, e estireno (S, do inglês styrene).

Veja a seguir a reação de obtenção do polímero ABS:

Copolimerização do ABS

Esse copolímero apresenta propriedades muito importantes industrialmente, como alta resistência térmica, elétrica e mecânica.

Em razão dessas características, ele é muito utilizado em painéis dos automóveis, telefones, invólucros de aparelhos elétricos, controles remotos, teclados de computador e em embalagens.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O símbolo de reciclagem internacional desse polímero é o número 7 envolto de 3 setas formando um triângulo. Esse símbolo é usado para outros tipos de resinas poliméricas também. No entanto, na Alemanha há uma exceção, pois o número 7 indica somente os materiais feitos de ABS, enquanto que o número 8 indica as outras resinas.

Não se confunda, porém, achando que os chamados freios ABS tem algo a ver com o polímero ABS que acabamos de ver. Na realidade são siglas usadas para coisas diferentes. Os freios ABS são freios que possuem um sistema eletrônico antitravamento (ABS, anti-lock braking system), que servem para evitar o deslizamento das rodas do automóvel durante uma frenagem.

Grânulos de plástico ABS
Grânulos de plástico ABS
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Assuntos Relacionados