Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química Ambiental
  4. Embalagens cartonadas e o meio ambiente

Embalagens cartonadas e o meio ambiente

“As embalagens cartonadas são em grande parte jogadas em aterros sanitários, causando impactos ambientais, pois os seus constituintes não são biodegradáveis.”

Conforme mostrado no texto “Constituição das embalagens cartonadas longa vida”, tais materiais são formados por três componentes principais, que são 75% de papel-cartão (duplex), 20% de alumínio (folha bem fina) e 5% do plástico polietileno. Isso significa que essas embalagens são compósitos, isto é, materiais formados pela união de outros materiais com o objetivo de se obter um produto de maior qualidade.

Realmente, a qualidade e as vantagens dessa embalagem foram mostradas no texto mencionado. Porém, essa composição constitui também um problema para o meio ambiente, pois, infelizmente, a grande maioria das embalagens cartonadas consumidas é descartada e destinada aos aterros sanitários. Tendo em vista a grande quantidade dessas embalagens que são utilizadas e que os compósitos são muito difíceis de se degradar, o problema do lixo agrava-se ainda mais, gerando um grande impacto ambiental.

A grande quantidade de embalagens cartonadas descartadas agrava o problema do lixo
A grande quantidade de embalagens cartonadas descartadas agrava o problema do lixo

E não é só isso, assim como em qualquer processo industrial, a produção dessas embalagens também gera impactos ambientais. Vejamos o caso de cada componente e o que se tem feito para minimizar a poluição gerada:

* A produção do papel é proveniente da celulose das madeiras das árvores, o que gera desmatamento e todas as consequências desse processo. Sobre essa questão, todas as embalagens brasileiras recebem o selo FSC® (Conselho de Manejo Florestal), que garante que o material da embalagem vem de florestas replantadas e certificadas de manejo responsável e/ou de fontes controladas. Além disso, a empresa fabricante atesta que a fabricação de papel a partir da celulose passa por um processo produtivo sem cloro. Ainda assim, os impactos ao meio ambiente ainda são inevitáveis.

* Falando agora sobre o segundo constituinte das embalagens cartonadas, o alumínio é produzido industrialmente por meio do processo de Hall-Héroult, em que é feita a eletrólise de uma mistura fundida de criolita e alumina. A alumina é o nome dado ao minério bauxita quando está livre de impurezas. Esse minério é uma mistura de óxidos de alumínio, principalmente o óxido de alumínio di-hidratado (A?2O3 . 2 H2O).

Assim, o aspecto que queremos ressaltar aqui é que a reciclagem do alumínio das embalagens cartonadas diminui o impacto ambiental que ocorre com a extração desse minério da natureza. Além disso, a obtenção do alumínio por meio da reciclagem consome 5% menos energia em relação à obtenção por meio da bauxita.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Minério bauxita natural
Minério bauxita natural

* Agora em se tratando do polietileno, ele é resultado da polimerização por adição de várias moléculas sucessivas de eteno ou etileno, cuja maior fonte de obtenção são reservas fósseis de petróleo. A extração do petróleo também causa grande impacto ambiental, além de o próprio plástico no meio ambiente demorar muito tempo para se degradar. Outro ponto é que, quando a embalagem contém também uma tampa com rosca em plástico, há mais prático para o consumidor, o que significa uma maior quantidade de plástico na embalagem.

Embalagem cartonada com tampa é melhor para o consumidor, mas pior para o meio ambiente
Embalagem cartonada com tampa é melhor para o consumidor, mas pior para o meio ambiente

Para diminuir o impacto ambiental causado pela produção e consumo do polietileno, atualmente no Brasil já é produzido o polietileno a partir da cana-de-açúcar, sendo conhecido como “plástico verde”. Apesar de não ser biodegradável, ele apresenta várias vantagens para o meio ambiente em relação ao petróleo, pois ele é de uma fonte renovável, enquanto o petróleo lança uma enorme quantidade de gás carbônico (CO2) na atmosfera e é o principal responsável pelo aquecimento global. A cana-de-açúcar, em contrapartida, retira o gás carbônico da atmosfera pelo processo da fotossíntese.

Além dos fatores já mencionados, outros fatores devem ser levados em conta para diminuir o impacto ambiental da produção das embalagens cartonadas, tais como encontrar soluções para a gestão dos resíduos, diminuir a poluição do ar e da água, aumentar a quantidade de materiais renováveis nas embalagens e trazer soluções de transporte e armazenagem eficientes.

Com tudo isso em mente, a reciclagem surge como uma forma importante de não só diminuir os impactos ambientais, mas também trazer outras vantagens, como a econômica, tendo em vista que um material que é simplesmente descartado representa uma perda de valor agregado.

Para entender como é feito o processo de reciclagem dessas embalagens, leia o texto a seguir:

Reciclagem de embalagens cartonadas.

Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
São usados alguns meios para diminuir o impacto que a produção e uso das embalagens cartonadas pode ter sobre o meio ambiente
São usados alguns meios para diminuir o impacto que a produção e uso das embalagens cartonadas pode ter sobre o meio ambiente

Assuntos Relacionados