Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química presente em alimentos
  4. Evolução dos adoçantes artificiais

Evolução dos adoçantes artificiais

Os três substitutos mais comuns para o açúcar (sacarina, ciclamato e aspartame) foram descobertos, todos, por acaso.

Sacarina: foi descoberta em 1879 acidentalmente por um assistente de laboratório, chamado Fahlberg. Ele estava preparando uma substância, esta, caiu por acidente em sua mão e Fahlberg notou que a mesma possuía sabor muito adocicado. Mas somente em 1897, o adoçante foi lançado no mercado com o nome de sacarina, possuía poder de adoçar 200 vezes maior que a sacarose (açúcar comum).


Molécula de sacarina

Ciclamato de sódio: no ano de 1937, um estudante de graduação de química, Michael Sveda, trabalhando em um laboratório com compostos chamados de sulfamatos, descobriu que os mesmos tinham sabor doce acentuado. Surgiu assim, o cicloexilsulfamato de sódio, comercializado já no ano de 1940 com o nome de Ciclamato de sódio, cerca de 30 vezes mais doce que a sacarose.

Aspartame: descoberto por acaso por químicos de uma indústria farmacêutica enquanto sintetizavam um tetrapeptídeo. Seu comércio como adoçante se deu a partir de 1965, foi neste ano que os adoçantes se tornaram mais populares. O Aspartame é ainda usado nos dais atuais, é cerca de 180 vezes mais doce que o açúcar comum.


Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!
Tipos de adoçantes

Publicado por: Líria Alves de Souza
Quando se deu início ao consumo de adoçantes?
Quando se deu início ao consumo de adoçantes?

Assuntos Relacionados