Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. Experimento sobre a produção do líquido infernal

Experimento sobre a produção do líquido infernal

O experimento sobre a produção do líquido infernal utiliza como reagentes fundamentais o permanganato de potássio e o ácido sulfúrico.

Uma forma bastante interessante de aprender aspectos estudados em Química é realizando experimentos, pois, com eles, podemos verificar e comprovar a teoria de forma prática. Um exemplo é o experimento com o líquido infernal, que é produzido a partir da reação química entre o permanganato de potássio - KMnO4 (uma substância sólida) e o ácido sulfúrico - H2SO4 (uma substância líquida).

O ácido sulfúrico, vendido na forma de solução concentrada em lojas especializadas em reagentes químicos, é um material extremamente corrosivo. Por isso, é importante usar luvas apropriadas, jaleco e óculos de proteção para manuseá-lo.

Uso de luva, jaleco e óculos em laboratório
Uso de luva, jaleco e óculos em laboratório

Já o permanganato de potássio é um sal de coloração roxa e sabor adocicado que é encontrado facilmente em farmácias. Ele é bastante utilizado para o tratamento de lesões na pele provocadas pela catapora ou varicela.

Abaixo segue a equação que representa a reação entre o H2SO4 e o KMnO4:

H2SO4 + KMnO4 → Mn2O7 + K2SO4 + H2O

A reação entre o permanganato de potássio e o ácido sulfúrico produz um líquido esverdeado que lembra um lodo e que é uma mistura entre sulfato de potássio (K2SO4), água (H2O) e heptóxido de dimanganês (Mn2O7). O heptóxido, quando entra em contato com qualquer material orgânico, promove uma violenta reação de combustão.
 

Para a realização do experimento sobre a produção do líquido infernal, serão necessários os seguintes materiais:
 

  • Cadinho ou cápsula de porcelana com pistilo

  • Pera de sucção

  • Pipeta

  • Permanganato de potássio (KMnO4)

  • 5 ml de ácido sulfúrico concentrado (H2SO4)

  • Luvas próprias para trabalho com ácido

  • Jaleco

  • Baqueta

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Pisseta

  • Água

  • Bicarbonato de sódio

  • Óculos para proteção

  • Algodão em bola (de preferência)

Tendo os materiais a postos, basta realizar os seguintes procedimentos experimentais:
 

1º) Adicionar um volume de 400 mL de água à pisseta com duas colheres de sopa de bicarbonato de sódio e agitar bem;

OBS.: Esse passo serve como medida preventiva. Se o ácido sulfúrico entrar em contato com a pele ou peça de roupa, lave com a solução de água e bicarbonato.

2º) Adicionar um comprimido de permanganato de potássio na cápsula de porcelana e pulverizar com o pistilo;

3º) Acoplar a pera de sucção à pipeta e pipetar 5 mL de ácido sulfúrico;

4º) Adicionar, com a pipeta, todo o ácido sulfúrico sobre o permanganato de potássio presente no cadinho;

5º) Misturar brevemente as substâncias presentes no cadinho com a baqueta de forma bem lenta e sutil;

OBS.: Tomar cuidado para que a mistura não toque em nenhuma parte de seu corpo ou peça de roupa.

6º) A uma distância segura, coloque uma bola de algodão na mistura do cadinho.
 

Precauções para evitar acidentes:
 

  • Sempre ter a pisseta com água e bicarbonato de sódio o mais próximo possível;

  • Sempre utilizar as luvas para proteger as mãos durante todo o experimento;

  • Sempre cuidar para que o líquido infernal não respingue em você;

  • Distancie-se o máximo possível quando for adicionar o algodão no líquido;

  • Sempre realizar o experimento em pequenas quantidades para evitar acidentes com respingos;

  • Nunca deixar materiais orgânicos próximos ao experimento.

Conclusão
 

Por meio desse experimento sobre a produção do líquido infernal, podemos visualizar na prática a ocorrência de um fenômeno químico (transformação de materiais) evidenciado pela mudança de coloração dos componentes misturados.

O permanganato de potássio é o sal utilizado para produzir o líquido infernal
O permanganato de potássio é o sal utilizado para produzir o líquido infernal
Publicado por: Diogo Lopes Dias

Assuntos Relacionados