Formaldeído

O formaldeído é um gás incolor extremamente irritante para as mucosas, em condições ambientes.

O Formaldeído é também conhecido como metanal ou aldeído fórmico. Os aldeídos em geral apresentam o grupo carbonila (C = O) ligado na extremidade da cadeia carbônica, o metanal é o principal aldeído, ou seja, é o mais usado.

O
||
H − C − H
Metanal (formaldeído)

O formaldeído é um gás incolor extremamente irritante para as mucosas, em condições ambientes. É mais conhecido na forma de solução, cuja concentração pode ser no máximo de 40% em massa, essa solução em água é popularmente conhecida como formol.

O formol é uma solução a 37%, é um composto líquido claro com várias aplicações, sendo usado normalmente como preservativo, desinfetante e anti-séptico. O formol tem a propriedade de desnaturar proteínas, por isso elas ficam mais resistentes à decomposição por bactérias. Esta propriedade justifica seu uso como fluido de embalsamamento e na conservação de espécies biológicas. Nas aulas experimentais de anatomia, nas faculdades, é preciso estudar partes do corpo humano que são retiradas de cadáveres e conservadas em soluções de formol.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais utilizações do formol:

1. Usado na confecção de seda artificial, celulose, tintas para impressoras e corantes;

2. Nas soluções de uréia, tiouréia, resinas melamínicas, vidros, espelhos e explosivos;

3. Utilizado para dar firmeza aos tecidos, na confecção de borracha sintética e na coagulação da borracha natural;

4. É empregado no endurecimento de gelatinas, albuminas e caseínas;

5. É também usado na fabricação de drogas, pesticidas, germicidas e fungicidas agrícolas.

6. Na indústria cosmética, como ingrediente de preparação de anti-transpirantes e desodorantes.

7. Na indústria fotográfica, na composição de reveladores, junto com hidroquinona e como endurecedor de negativos e impressões.

Partes do corpo humano conservados em soluções de formol
Partes do corpo humano conservados em soluções de formol
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados