Fusão Nuclear

Dito de forma simples, uma reação de fusão é exatamente o contrário da reação de fissão, isto é, é a união de dois ou mais núcleos pequenos, leves, que formarão um núcleo maior e mais estável, além de liberar uma grande quantidade de energia.

Apesar de ter sido descoberta somente no século passado, a fusão já existia muito antes da espécie humana surgir, pois esse tipo de reação nuclear é fonte de manutenção da vida das estrelas, incluindo o Sol. No núcleo do Sol realizam-se reações de fusão nuclear de hidrogênio, que devem ocorrer, possivelmente, de acordo com o mecanismo a seguir:

Possível reação de fusão de hidrogênios que ocorre no Sol

Observe que ocorre a união de 4 prótons para formar o núcleo de um átomo de hélio, ocorrendo a liberação de pósitrons. Para que essa reação ocorra é necessária uma grande quantidade de energia, que é conseguida no Sol com temperaturas elevadíssimas, na ordem de 100 milhões de graus Celsius.

Essa grande quantidade de energia é necessária para suplantar a repulsão decorrente das cargas positivas dos núcleos; e, dessa forma, conseguir a união dos núcleos. Na Terra, essas temperaturas nunca haviam sido atingidas até a detonação da primeira bomba atômica, que funcionou por meio da fissão nuclear. Assim, Enrico Fermi (1901-1954) e Edward Teller (1908-2003), durante as pesquisas para a produção da bomba atômica, consideraram que a fissão poderia fornecer energia para iniciar processos de fusão, e assim se deu. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Apesar de ter que se investir nessa grande quantidade de energia, a fusão do deutério (12H) e do trítio (13H) – que são isótopos naturais do hidrogênio (11H) –, geram rendimentos que compensam, pois a fusão libera até dez vezes mais energia que uma fissão nuclear. Veja a seguir algumas fusões possíveis:

Fusão nuclear do deutério e do trítio

Já foram realizados testes envolvendo armas de fusão nuclear. Em 1952, os Estados Unidos lançaram em um atol do Pacífico, “Mike”, a primeira bomba atômica de hidrogênio, que possuía uma potência mil vezes maior que a bomba de Hiroshima.

A energia liberada pelo Sol, que aquece a Terra, resulta de reações termonucleares de fusão
A energia liberada pelo Sol, que aquece a Terra, resulta de reações termonucleares de fusão
Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Assuntos Relacionados