Gás GLP

O GLP - gás liquefeito de petróleo, ao contrário do que muita gente imagina, não se trata de um único gás, mas sim de uma mistura gasosa. A mistura dos hidrocarbonetos propano e isobutano confere a composição química do chamado gás de cozinha comercial. Conheça as estruturas moleculares:


                        Propano: C3H8

A cadeia carbônica (C) é representada em verde e os hidrogênios (H) em cinza.



A forma iso-butano (n-butano) também está presente no GLP, cuja fórmula molecular é C4H10.
Ocorrência do GLP

O gás liquefeito de petróleo pode ocorrer de duas formas: nas refinarias de petróleo ou nas Unidades de Processamento de Gás Natural.
Através do fracionamento do petróleo (a uma faixa de temperatura de 70 °C) é possível obter o GLP, sendo este gás um dos primeiros hidrocarbonetos retirados da coluna de destilação.

Forma gasosa do GLP

Você já deve ter notado, ao segurar o botijão de gás, que seu conteúdo está na forma líquida. Mas como assim? Estamos falando de um gás e não de um líquido. Acontece que gases, quando submetidos a altas pressões, se convertem à forma líquida.
É exatamente assim que ocorre com o nosso GLP, a enorme pressão dentro do recipiente (3 a 15 kgf/cm2) faz com que adquira a forma liquefeita.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
Botijões de gás GLP
Botijões de gás GLP
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados