Metal Mercúrio

O presente contexto abrange a toxicidade do Metal Mercúrio, é considerado metal pesado por sua ação maléfica ao homem. O que faz deste metal tão perigoso é que uma vez presente não pode ser eliminado, ele se infiltra pelas vias respiratórias do indivíduo e se deposita nas glândulas sudoríparas e salivares, tireoide, trato gastrointestinal, fígado, pulmões, pâncreas, rins, testículos, próstata e cérebro.

Fique atento quanto às maneiras de contaminação por mercúrio:

1. A contaminação mais frequente ocorre pelo lançamento indevido do metal pesado em rios e lagos. Uma vez que o mercúrio constitui um poluente na água, fica impossível eliminá-lo.

As grandes responsáveis por este tipo de poluição ambiental são indústrias que utilizam o mercúrio em seus processos, como por exemplo, as metalúrgicas, as indústrias de tintas e de plásticos PVC.

2. Outro fator responsável pela exposição do metal pesado na natureza é o descarte incorreto de componentes dos telefones celulares, uma vez que o mercúrio se faz presente no visor destes aparelhos e também nas baterias.

Você pode evitar que o ambiente onde vive fique contaminado por mercúrio, deposite seu celular usado em locais próprios para coleta.

Todo cuidado é pouco quando se lida com um metal que pode ocasionar a morte quando presente em grandes quantidades no organismo. Os efeitos colaterais decorrentes da ingestão de mercúrio são perceptíveis já no primeiro momento (febre, calafrios) e caminham para sintomas mais graves, podendo levar ao edema pulmonar, anúria (redução da secreção urinária) e diarreia sanguinolenta.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!

Mercúrio
– o líquido que não molha.

Mercúrio: líquido tóxico.
Mercúrio: líquido tóxico.
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados