Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Combustíveis
  4. Monóxido de carbono

Monóxido de carbono

O monóxido de carbono (CO) é um gás liberado na queima do gás de cozinha, se inalado em um longo período pode ocasionar efeitos nocivos ao organismo.

Crianças na cozinha: Perigo!
Crianças na cozinha: Perigo!

A cozinha de nossa casa esconde várias armadilhas perigosas, dentre elas, objetos cortantes, fogo, vidros quebráveis, mas a mais perigosa está presente no fogão. Os resíduos gasosos liberados pela queima do gás GLP (gás de cozinha) são altamente perigosos, dentre eles temos o gás Monóxido de Carbono (CO).

Cozinhas sem exaustores não forçam a liberação dos gases tóxicos para o exterior do ambiente e dessa forma o gás vai se acumulando e, dependo da concentração, pode se tornar fatal.

O monóxido de carbono é inodoro e por este motivo fica difícil detectar sua presença no ambiente. Somente após um longo período de exposição, a vítima se dá conta de que está sendo intoxicada, e em alguns casos pode ser tarde demais.

Concentração de monóxido de carbono e efeitos no organismo

Concentrações de monóxido de carbono abaixo de 400 ppm (partes por milhão) são consideradas baixas, mas a exposição prolongada pode causar enxaquecas, lentidão de raciocínio, irritação nos olhos e perda de habilidade manual.

A inalação de níveis de CO acima de 400 ppm pode levar a sintomas de náuseas e convulsões. Uma exposição a concentrações maiores (2 mil ppm) por uma hora resultará em perda de consciência e, em situações mais graves, pode levar o indivíduo a morte por asfixia.

As crianças, por serem mais frágeis, podem se tornar as primeiras vítimas dos gases tóxicos produzidos em sua cozinha, portanto, fique atento!

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Veja mais!
Monóxido de dinitrogênio

Assuntos Relacionados