Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Química presente em alimentos
  4. O espinafre deixa a pessoa mais forte mesmo?

O espinafre deixa a pessoa mais forte mesmo?

No início do século XX, o espinafre ficou bastante conhecido por meio do desenho animado do marinheiro Popeye. Esse alimento dava uma força sobre-humana ao personagem, fazendo com que ele conseguisse se livrar de todas as armadilhas nas quais se encontrava. Foi atribuída ao espinafre a propriedade de ser uma fonte em ferro.

É bem verdade que o espinafre contém níveis maiores desse metal do que a maioria dos vegetais, sendo que ele contém 4 mg de ferro em 100 g. Por exemplo, a ervilha possui 2 mg, a couve-bruxelas 1 mg e o repolho possui apenas 0,5 mg.

No entanto, essa característica atribuída ao espinafre, de infundir força na pessoa que o consumia, baseou-se num erro de datilografia numa pesquisa em 1870, envolvendo um pesquisador americano, o Dr. E. Von Wolf. Ele queria dizer que em cada 60 g de espinafre havia 1,9 mg de ferro. Porém, faltou a vírgula nesse número e ficou parecendo que eram 19 mg, ou seja, dez vezes mais ferro do que realmente tinha.

Folhas de espinafre

Os íons ferro (Fe2+) são importantes para o nosso organismo, sendo que sua principal função está relacionada com o transporte, estoque e utilização do oxigênio molecular. Eles estão presentes na hemoglobina, auxiliando no transporte de oxigênio dos pulmões aos tecidos celulares. A quantidade diária necessária para um adulto é estimada em torno de 12 mg e a deficiência desses íons pode levar à anemia.

Porém, mesmo possuindo essa quantidade considerável de ferro, quando ingerimos o espinafre, apenas 5% desse metal é absorvido pelo nosso organismo. E dependendo da quantidade de espinafre que comemos, podemos até mesmo nos intoxicar. Isso acontece porque essa hortaliça possui também na sua constituição o ácido oxálico (C2H2O4), cuja fórmula está representada abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Fórmulas do ácido oxálico

Essa substância tem grande afinidade com metais, por isso, no espinafre, o ácido oxálico atua como um antinutriente, tornando 95% do ferro não utilizável como nutriente pelo organismo.

O ácido oxálico é um componente do espinafre e de muitos outros alimentos, como o chocolate, que pode até matar, apesar de raramente isso ocorrer. Para saber mais sobre essa substância, leia o texto “Presença de ácido oxálico nos alimentos”. A dose letal desse ácido é de 1500 mg.

Nos Estados Unidos, no ano de 1951, algumas mães deram leite batido com espinafre para seus filhos, que acabaram morrendo. Por isso, não exagere ao comer essa hortaliça, principalmente no que se refere às crianças.

Leite com espinafre pode ser tóxico e até matar

O ácido oxálico também se combina com o cálcio, formando oxalato de cálcio que é insolúvel, podendo provocar pedras nos rins e na bexiga.

Parece então que o marinheiro Popeye estava mal informado, podemos esperar pouco do espinafre como fonte nutricional. Todavia, isso não significa que ele não nos ofereça benefícios e que não deve ser comido. Como dito, o exagero é que deve ser evitado, mas ele possui substâncias antioxidantes responsáveis por bloquear as substâncias causadoras de câncer, também contém vitamina A e C, além da substância folato, que ajuda a prevenir defeitos neurológicos em bebês.

Existem também pesquisas recentes que indicam que o espinafre pode aumentar sim a eficiência muscular, pois ele reduziria a quantidade de oxigênio necessária para o funcionamento dos músculos quando se pratica um exercício físico. Isso ocorre devido aos nitratos dessa hortaliça chegarem com mais eficiência às mitocôndrias, responsáveis pela produção de energia nas células.


* Direitos autorais da imagem: rook76/ Shutterstock.com

Publicado por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça
ESTADOS UNIDOS - CIRCA 1995: um selo impresso pelos Estados Unidos mostra histórias em quadrinhos, Popeye, Circa 1995*
ESTADOS UNIDOS - CIRCA 1995: um selo impresso pelos Estados Unidos mostra histórias em quadrinhos, Popeye, Circa 1995*

Assuntos Relacionados