Você está aqui
  1. Mundo Educação
  2. Química
  3. Curiosidades Químicas
  4. O primeiro filme de cinema

O primeiro filme de cinema

Sabe aquele filme, visto na penumbra e em boa companhia, saboreando uma deliciosa pipoca, sem contar aquele maravilhoso som de cinema, é isso mesmo: o cinema! Saiba que foram precisos muitos anos para alcançar a tecnologia que é presenciada por nós hoje. Para os fanáticos em acompanhar um bom filme das telas enormes de cinema, é interessante saber como começou essa história.

Foi assim que surgiram os primórdios do cinema: por volta de 1920, a junção da película era um trabalho árduo, era preciso lente de aumento, tesoura e cola, aqueles que realizavam este trabalho precisavam ter a visão muito boa e ainda a memória excelente. Mas o que queremos destacar neste contexto é a presença do composto químico como personagem principal desta história: o Nitrato de celulose. Foi graças a esta substância que surgiram as películas onde eram impressas as primeiras imagens já vistas em filmes.

Nitrato de celulose é um material com alta inflamabilidade, produzido a partir da celulose (polpa da madeira) misturada com ácido nítrico concentrado, foi descoberto no ano de 1846. A característica que permitiu ao Nitrato de celulose ser usado no cinema foi a sua elasticidade, sendo possível esticá-lo em longas tiras que correspondem às películas, aqueles grandes rolos dos filmes antigos de cinema.

O motivo pelo qual a utilização do nitrato de celulose em filmes foi extinta, foi porque ele é altamente inflamável, sabe-se que muitas relíquias de cinema foram consumidas em incêndios provenientes desse composto.
O cinema surgiu junto com polímeros.
O cinema surgiu junto com polímeros.
Publicado por: Líria Alves de Souza

Assuntos Relacionados